12/01/18 - 13:58

Rio de Janeiro

Beija-Flor leva para avenida samba-enredo com crítica à sociedade brasileira

"Monstro é aquele que não sabe amar! Os Filhos abandonados da Pátria que os Pariu" será o tema da Soberana na Sapucaí

Por: Phelipe Pacheco

Divulgação Beija-Flor

Soberana, a Beija-Flor entra para o Carnaval 2018 em busca do seu 14º título na Sapucaí. Os outros campeonatos vencidos foram em 1976 ,1977, 1978, 1980, 1983, 1998, 2003, 2004 , 2005, 2007, 2008, 2011 e o último em 2015. Para esta edição, a escola de Nilópolis mudou a sua logomarca e escolheu um enredo promissor: “Monstro é aquele que não sabe amar! Os Filhos abandonados da Pátria que os Pariu”. A agremiação é a última escola a desfilar no Sambódromo, na segunda-feira de Carnaval, encerrando o desfile de 2018.

Divulgação Beija-Flor

O enredo faz uma ampla crítica à sociedade brasileira, falando da política e, também, sobre a intolerância religiosa. Para representação, o Frankenstein será o personagem central e que compõe a logo do tema.

A história feita pela britânica Mary Shelley, completa 200 anos em 2018 e é vista como ideal para representar a mensagem que a Beija-Flor quer levar à Sapucaí. A própria sinopse já diz, “tem muito a nos dizer das diversas mazelas que atualmente corroem a integridade moral e espiritual de uma sociedade que vive a mercê de seres humanos bestiais que menosprezam tudo e a todos que lhes parecem inadequados e fora dos padrões estabelecidos”. Desta forma, a obra de Frankenstein se adéqua ao conceito, em que o “monstro” é ignorado e julgado por sua aparência.

Os compositores do samba-enredo foram: Di Menor BF, Kiraizinho, Diego Oliveira, Bakaninha Beija Flor, JJ Santos, Julio Assis e Diogo Rosa. Como de costume a música será interpretada na voz inconfundível de Neguinho da Beija-Flor.

Toda quinta-feira que antecede o Carnaval, a Beija-Flor realiza os ensaios técnicos de quadra, em Nilópolis. O evento ocorre sempre às 21h e serve para entrosar toda a equipe da escola, para fazer bonito na Sapucaí. Confira um pouco da preparação da Soberana:

SOU EU…
ESPELHO DA LENDÁRIA CRIATURA
UM MOSTRO…
CARENTE DE AMOR E DE TERNURA
O ALVO NA MIRA DO DESPREZO E DA SEGREGAÇÃO
DO PAI QUE RENEGOU A CRIAÇÃO
REFÉM DA INTOLERÂNCIA DESSA GENTE
RETALHOS DO MEU PRÓPRIO CRIADOR
JULGADO PELA FORÇA DA AMBIÇÃO
SIGO CARREGANDO A MINHA CRUZ
A PROCURA DE UMA LUZ, A SALVAÇÃO!

ESTENDA A MÃO MEU SENHOR
POIS NÃO ENTENDO TUA FÉ
SE OFERECES COM AMOR
ME ALIMENTO DE AXÉ
ME CHAMAS TANTO DE IRMÃO
E ME ABANDONAS AO LÉU
TROCA UM PEDAÇO DE PÃO
POR UM PEDAÇO DE CÉU

GANÂNCIA VESTE TERNO E GRAVATA
ONDE A ESPERANÇA SUCUMBIU
VEJO A LIBERDADE APRISIONADA
TEU LIVRO EU NÃO SEI LER, BRASIL!
MAS O SAMBA FAZ ESSA DOR DENTRO DO PEITO IR EMBORA
FEITO UM ARRASTÃO DE ALEGRIA E EMOÇÃO O PRANTO ROLA
MEU CANTO É RESISTÊNCIA
NO ECOAR DE UM TAMBOR
VÊM VER BRILHAR
MAIS UM MENINO QUE VOCÊ ABANDONOU

OH PÁTRIA AMADA, POR ONDE ANDARÁS?
SEUS FILHOS JÁ NÃO AGUENTAM MAIS!
VOCÊ QUE NÃO SOUBE CUIDAR
VOCÊ QUE NEGOU O AMOR
VEM APRENDER NA BEIJA-FLOR

Edição e Supervisão: Bruna Lima
0 comentários