30/06/18 - 18:00

Museu Histórico Nacional: uma aula sobre as raízes do Brasil

Mergulhe nas histórias do país

Por: Isabella Mendes e Jenifer Alves

No Brasil existem mais de três mil museus. Só no Estado do Rio de Janeiro, mais de 50 instituições contam histórias de maneiras diferentes. Mas, o que é preciso fazer para que essas histórias sejam contadas e expostas em paredes e por meio de objetos em salas e corredores? Diversas equipes compõem um time que mantém toda a exposição em sintonia.

Fachada do Museu Histórico Nacional. Foto: Divulgação Museus

O Museu Histórico Nacional, localizado no Centro do Rio é dedicado a História do Brasil. A instituição foi criada em 1922 pelo presidente Epitácio Pessoa como parte das comemorações do Centenário da Independência do Brasil. O local conta com profissionais de diversas áreas para que a história, os objetos, as cores, o percurso e tudo que faz a visita ser tão interessante continue a ser tratado como patrimônio do país.

O museu conta com uma exposição permanente com um percurso cronológico. Os visitantes podem mergulhar na história desde a época da colônia. A narrativa exposta passa pela escravidão, índios, independência, República e chegar até a contemporaneidade. Além disso, o local abre espaço para exposições temporárias com diversos temas. Durante as Olimpíadas de 2016, sediada no Rio de Janeiro, o Museu recebeu a Casa México.

Museu Histórico Nacional, Rio de Janeiro-RJ. Foto: Divulgação Museu Histórico Nacional

A pessoa responsável por uma mostra com tanto conteúdo é Adriana Bandeira, Museóloga e Gestora de Acervo do museu desde 2011. Ela explica que uma exposição demora de 4 a 6 meses, em média, para ficar pronta. Todos os passos passam por avaliações. Para ser aceita e bem desenvolvida, a exposição depende de pesquisa em acervos, estudo, ornamentação, restauração de peças e verba. Além do Setor Educativo que atende escolas e programas de visitas interativas com atividades para integrar os visitantes com as exposições.

O local funciona de terça a sexta-feira das 10h às 17h30. Sábados, Domingos e Feriados das 13h às 17h e é um excelente programa cultural para curtir com a família. Além de se divertir é possível se reconectar com as raízes do Brasil desde os tempos de colônia e aprender mais sobre uma história tão rica.

Serviço:

Ingressos:Inteira: R$ 10,00
Meia⁻entrada:R$ 5,00*
*Pessoas com idade até 21 anos e a partir de 60 anos, pessoas com deficiência e seu acompanhante, estudantes de escolas particulares, estudantes de universidades particulares e públicas.

Gratuidade:Crianças até dois anos de idade, estudantes e professores das escolas públicas, sócios do ICOM – International Council of Museum. Servidores do IBRAM e do IPHAN, estudantes de Museologia, Guias de turismo e artistas plásticos associados às organizações SINAP-ESP e AIP.

0 comentários