Ao vivo >
Escolha seu jogo

25/03/19 - 16:12

Rio de Janeiro

Bolsonaro diz a ministros que momento é de “foco na pacificação e na Previdência”

Presidente também disse que, pessoalmente, não falou nada contra Rodrigo Maia, e que não tem nenhum interesse em manter um "clima de rivalidade" com o presidente da Câmara

Foto: Reprodução/JN

O presidente Jair Bolsonaro, em reunião com sua equipe nesta segunda-feira, disse a seus ministros que o momento é de “foco na pacificação” e “foco da Previdência”, sinalizando que deseja dar como superado o embate nos últimos dias travado com o presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia.

Segundo participantes da reunião, a avaliação de todos foi na direção de “não jogar mais lenha na fogueira” e “buscar uma pacificação para focar no que importa agora, a reforma da Previdência”. Jair Bolsonaro também disse que, pessoalmente, não falou nada contra Rodrigo Maia. O presidente reforçou que não tem nenhum interesse em manter um “clima de rivalidade” com o presidente da Câmara e está disposto a conversar com ele. Porém, em nenhum momento foi falado do presidente da República convidar o deputado do DEM para uma conversa.

Bolsonaro acredita que se a reforma não for aprovada, será muito ruim não só para o governo, mas para o país. E que isso geraria um cenário “grave” na economia brasileira. Outro tema da reunião foi as reivindicações de caminhoneiros. O presidente da República se mostrou preocupado com as reclamações da categoria, que no ano passado fez uma greve que praticamente parou o Brasil. Bolsonaro orientou que assessores procurem as lideranças dos caminhoneiros para negociar as reivindicações da classe.

Além de Bolsonaro e Onyx Lorenzoni, participaram da reunião os ministros Augusto Heleno (Gabinete Institucional), Santos Cruz (Secretaria de Governo) e Paulo Guedes (Economia).

0 comentários