22/01/19 - 21:20

Rio de Janeiro

Andrés Sanchez diz que novo patrocínio do Corinthians é “incalculável”

Clube firmou acordo com o banco BMG

Por Beto Junior

O Corinthians apresentou nesta terça-feira (22), os moldes de sua parceria com o banco BMG, que desde o fim da última semana ocupa o espaço master na camisa do clube. O contrato foi assinado por cinco anos. O Corinthians já recebeu R$ 30 milhões de adiantamento. Em entrevista coletiva no CT Joaquim Grava, o diretor de marketing Luís Paulo Rosenberg, o presidente Andrés Sanchez e dois representantes do BMG comentaram sobre o acordo. Andrés negou que a parceria tenha sido elaborada pelo empresário Giuliano Bertolucci.

– Não teve participação de empresários ou agências de publicidade, isso foi feito direto entre o BMG e o Corinthians. É uma algo novo, inovador, é uma parceria, não simplesmente um outdoor na camisa. É convocar a nação corintiana para abrir conta, daqui a 30 dias terá a plataforma “Meu Corinthians BMG”. Abrindo a sua conta digital gratuitamente, poderá usar todos os produtos do banco. Minha função é brigar com o banco para ser o mais barato possível. O BMG não tem participação nenhuma em jogadores nem hoje nem no futuro. Mas é óbvio que, por ser patrocinador master, podemos usar o adiantamento para trazer jogadores importantes que a torcida quer. Não tem valor o patrocínio, quem vai determinar é a nação corintiana. Cada produto que comprar, o Corinthians terá 50%. É incalculável o valor – explicou o presidente.

Além do BMG, o Corinthians começa a temporada com outros cinco patrocinadores no uniforme: Poty (calção), Positivo (costas da camisa), PES (barra frontal da camisa), Joli (barra traseira) e Universidade Brasil (ombro). No orçamento para 2019, o Timão estimou receber R$ 42 milhões em patrocínios, valor que será facilmente superado.

0 comentários