14/05/18 - 16:16

Rio de Janeiro

Barbieri admite falhas na derrota para a Chapecoense, mas destaca: “Flamengo continua líder”

Técnico critica arbitragem e afirma que o foco agora é na partida da próxima quarta-feira (16)

Por: Jéssica Duarte

Foto: Staff Images / Flamengo

O Flamengo estava invicto no Campeonato Brasileiro, mas no último domingo (13) o Rubro-Negro foi derrotado pela Chapecoense por 3 a 2, na Arena Condá. Em entrevista coletiva após a partida, o técnico Maurício Barbieri afirmou que o desempenho da equipe foi muito abaixo do esperado. O treinador ainda destacou que o time carioca continua líder da competição.

– Nossa ideia era ganhar o jogo. Uma equipe que não vem jogando junto, vai ter dificuldades. Erramos mais do que costumamos. Fizemos primeiro tempo abaixo do espero. No segundo tempo, crescemos. Sabemos que é difícil jogar aqui. Para todos efeitos, Flamengo continua líder, classificado na Copa do Brasil e depende só de si para classificar para a segunda fase da Libertadores… Jogo fundamental na quarta-feira. Primeiro na Libertadores com a torcida. Espero que nosso torcedor compareça em peso.

Barbieri criticou bastante a arbitragem da partida e comentou que a atuação ruim do Flamengo não preocupa.

– Na minha opinião não foi pênalti. Segunda vez que o Flamengo é prejudicado no campeonato. Isso precisa ser revisto, se tivesse árbitro de vídeo. Flamengo está sendo prejudicado. Chape não tem nada com isso, fez o jogo dela. De maneira alguma. Melhoramos no segundo tempo. Estávamos melhor no jogo, em um lance infeliz nosso, eles acabaram fazendo o gol.

O técnico afirmou que a presença de Diego é importante para a equipe e comentou sobre Henrique Dourado e Paolo Guerrero jogando juntos.

– Na parte física, se comportou bem. Aguentou, suportou e correu bastante. Tecnicamente, não fez um jogo. Está evolução. Para quarta-feira, poderá fazer um jogo melhor. Sobre Guerrero e Dourado, a Chape fazia muitas faltas no meio. Era uma alternativa para ganhar peso na área. Entendemos que poderíamos levar perigo.

0 comentários