16/04/18 - 20:06

Rio de Janeiro

Candidato a presidência da Ferj, Rogério Manso entra com processo de impugnação das eleições 2018

Em entrevista para a Super Rádio Tupi, Rogério explicou os motivos para a decisão

Por: Jéssica Duarte

Foto: Reprodução Youtube

As eleições da Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Ferj) estão se aproximando. Nesta segunda-feira (16), Rogério Manso, candidato a presidência, entrou com um processo de impugnação nas eleições contra a entidade máxima, alegando algumas irregularidades no procedimento eleitoral. De acordo com a oposição, o processo “fere de forma contundente a Constituição Brasileira”. As eleições de 2018 seriam realizadas no dia 27 de abril. Ela equivale para os anos de 2019 até 2022. O atual presidente da Ferj é Rubens Lopes.

Em entrevista para a Super Rádio Tupi, Rogério afirmou que o edital foi publicado no dia 10 de abril, muito pouco tempo antes da data da eleição, 27 de abril. Além disso, o candidato a presidência da Ferj constatou outras irregularidades no processo eleitoral.

– A impugnação visa a questão da isonomia do processo eleitoral. Ele convocou as eleições no dia 10 desse mês, forma a comissão eleitoral no dia 11 desse mês. Eu notifico a Ferj para que eles possam me mostrar quem está apto para votar, quem tem poder de voto, mas isso ele não fez em momento nenhum. Temos vários clubes com pendências financeiras e administrativas, que não tem o poder de voto. Antes de colocar uma eleição em andamento, eles deveriam ter feito esse processo, mostrar quem está apto a votar ou não. Ele somente convocou e fez a comissão posterior – afirmou o candidato.

Rogério ainda declarou que a Federação foi notificada em março deste ano, mas não conseguiram retorno positivo. Confira o áudio da entrevista na íntegra: 

A Ferj se pronunciou sobre o caso em nota oficial:

“A Federação de Futebol do Estado do Rio de Janeiro ratifica todos os procedimentos relativos ao seu processo eleitoral, realizados rigorosamente em obediência à legislação, aos dispositivos estatutários e aos princípios da transparência e da lisura, publicizando-os a qualquer interessado na forma e prazos estatutários.” 

Confira o documento da impugnação:

Foto: Arquivo

0 comentários