Ao vivo >
Escolha seu jogo

15/03/19 - 16:07

Chapecoense rescinde o contrato do goleiro Ivan

Arqueiro é comunicado de saída por justa causa após incidentes em Minas Gerais

Por: Redação Tupi 

Foto: Marcio Cunha/Chapecoense

O goleiro Ivan não é mais jogador da Chapecoense. O clube comunicou o atleta por telefone nesta sexta-feira (15) que o contrato será rescindido por justa causa após a denúncia por agressão à ex-noiva em Minas Gerais, na última quarta. Com essa decisão, o arqueiro deixa o clube após pouco mais de um ano. O contrato era válido até o fim de 2019.

Acusado de ferir a ex-noiva e ter roubado os celulares dela e de um outro rapaz na cidade de Espinosa, em Minas Gerais, na tarde de quarta-feira, o goleiro Ivan foi até o município tentar retomar a relação com Laíse Gabriela Alves Fernandes. Ambos minimizaram o incidente logo após a repercussão do caso, negando uso de faca ou violência. Porém, a exposição incomodou a Chapecoense.

Ivan se reuniu na noite de quinta-feira (14) com a diretoria da Chapecoense. A princípio, havia sido liberado até segunda-feira das atividades. A decisão seria tomada somente no início da semana. No entanto, a repercussão do caso, com o pronunciamento do arqueiro em vídeos, motivou a tomada da decisão antecipadamente.

A Chapecoense enviou um comunicado à imprensa. O clube não irá se pronunciar mais sobre o caso. Confira: 

“A Associação Chapecoense de Futebol comunica, oficialmente, o desligamento do Goleiro Ivan dos quadros do Clube.”

0 comentários