09/01/18 - 17:44

Rio de Janeiro

Eurico Miranda confirma a rescisão de Anderson Martins

Presidente do Vasco acredita que eleição do clube pode ser anulada

Em meio às polêmicas que cercam a política do Vasco e a situação envolvendo o zagueiro Anderson Martins, o presidente do Cruz-Maltino, Eurico Miranda, convocou uma coletiva de imprensa na tarde desta terça-feira (09), em São Januário.

Eurico Miranda relembrou o início de seu mandato no clube, informando que quando assumiu a presidência, encontrou um cenário de muitas dívidas, que foram diminuídas por conta do trabalho da atual administração.

– Nós, ao assumirmos o Vasco, encontramos o clube à beira da insolvência. Tínhamos uma dívida no balanço de R$690 milhões, além de uma série de dívidas feitas que não constavam, pela administração anterior. Entretanto, conseguimos aumentar a receita em 2015 e 2016 e conseguimos manter os pagamentos em dia até o início do segundo semestre de 2017. Foram pagas 39 folhas salariais no começo da administração.

Ao falar sobre o pleito eleitoral do clube e também sobre a decisão de anulação da urna 7, Eurico Miranda reafirmou que está com a consciência tranquila. Além disso, o presidente diz não ter envolvimento algum com compra de votos e afirmou que o estatuto do Vasco consta que se houver algum vício, a eleição teria de ser anulada.

– Eu não participei absolutamente de nada. De nada. Se teve, eu não participei. E vou continuar discutindo porque eu quero que se apure as coisas que precisam ser apuradas. O estatuto é muito claro: se teve vício, se anula a eleição. Não pode ter uma urna em uma parte das eleições. E os sócios que votaram na outra urna? Tem que se anular a eleição como um todo. O Vasco quer, não o Eurico presidente.

Foto: Carlos Gregório Jr. l Vasco

Saindo do âmbito político, o presidente confirmou também os atrasos salariais no clube. Porém, um deles chamou a atenção: Anderson Martins. O zagueiro mostrou insatisfação com os pagamentos que não recebeu e, também, com a questão política no clube. Eurico Miranda confirmou na entrevista, que já assinou a rescisão de contrato com o jogador.

– Ele vai rescindir. Já rescindi. Pediu para sair e eu liberei. Só tem uma cláusula: se for contratado pelo Flamengo, terá que pagar 10 milhões de reais. Concordei com o Anderson porque ele tinha um salário que o futebol brasileiro não pode pagar. Não é só com o Vasco não.

Sobre a transferência de Philippe Coutinho para o Barcelona, o Vasco tem direito a receber R$ 15 milhões, por ser o clube formador do atleta. Eurico Miranda celebrou a quantia e acredita que com ela, o clube vai quitar todos os seus débitos.

– Se o Vasco receber R$15 milhões, quita tudo. O Vasco tem uma folha geral que gira em torno de R$5 milhões.

Com indefinição na política, o Vasco estreia no Campeonato Carioca no dia 18 de janeiro, contra o Bangu, às 19h30, em São Januário.

1 comentário