14/12/18 - 22:39

Rio de Janeiro

Gerente das Categorias de base, Tiano Gomes avalia 2018: “Estamos fazendo o trabalho certo”

Dirigente falou da reconstrução após a perda de vários profissionais

Por Thiago Veras

Foto: Fábio de Paula/Botafogo F.R

A temporada de 2018 não foi de títulos para o Botafogo nas categorias de base, mas de acordo com o gerente geral, Tiano Gomes, o trabalho foi bem desenvolvido, principalmente devido a perda de vários profissionais. Além da saída recente de Felipe Lucena para o Goiás, Eduardo Freeland, gerente geral, e Phelipe Leal, técnico do sub-17, foram para o Flamengo. Eduardo Barroca, técnico do sub-20, seguiu para o Corinthians. Anthony Santoro foi desligado do Sub-20. Tiano Gomes fez um balanço do ano na base Alvinegra.

– Principalmente no Sub-20, a temporada foi de muitas mudanças de treinadores, coisa que não é normal no clube e nem nosso objetivo. Teve a saída do Barroca, em seguida o Anthony assumiu e apesar do bom trabalho que ele vinha realizando nós optamos em fazer a troca pelos resultados que foram alcançados. Fizemos a escada normal que foi subir o Felipe Lucena do Sub-17 para o Sub-20 e ele em um mês de categoria recebeu uma proposta e precisou sair. Fizemos a Copa Ipiranga-RS com um treinador interino e agora contratamos o Marcos Soares para 2019. Nas demais categorias tivemos bons desempenhos chegando em quase todas as finais ou semifinais dos Estaduais, nas competições nacionais fomos eliminados muitas vezes em cobranças de pênaltis. Em termos de resultados chegamos onde a gente gostaria. Tivemos também uma cobrança para que possamos formar atletas e conquistar títulos nas categorias de base com o objetivo de entregar jogadores vitoriosos aos profissionais – Disse Tiano, que citou a dificuldade na reconstrução.

– O trabalho de reconstrução foi difícil porque o Botafogo não é acostumado a isso. Não só perdemos técnicos como também o gerente geral e preparadores de goleiros. Vários profissionais formados pelo clube estão sendo adquiridos por outros times. A gente sabe que está fazendo o trabalho certo. O momento é de organização financeira e estamos nos organizando para segurar os profissionais e melhorar ainda mais nosso desenvolvimento de trabalho.

Chegada de Marcos Soares

Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo

O clube anunciou nesta sexta-feira (14) a contratação do técnico Marcos Soares, de 43 anos, que vai comandar a categoria Sub-20. Além da base, Soares tem experiência nos profissionais. Tiano explicou como a diretoria escolheu o treinador.

– É um treinador experiente que já passou por equipes profissionais e teve experiências na base com Sub-20 e Sub-17 do Corinthians e Santos. Tivemos ótimas referências dele, que estava no curso da CBF tirando a licença PRO. Temos a certeza que escolhemos o profissional certo para o momento que estamos passando, para que possamos obter os resultados na Copa São Paulo de Futebol Junior e na temporada de 2019 – Comentou Tiano, que falou sobre o planejamento elaborado para a Copinha.

– O Botafogo só planeja ser campeão em qualquer competição e categoria. Nós sabemos que trabalhamos com a formação e os meninos precisam de desenvolvimento, mas esses meninos precisam de títulos e saber onde estão. O Botafogo é um clube que está dando a maior estrutura possível para eles e tem uma perspectiva grande de Vê-los gerando frutos no elenco profissional.

Wenderson, Rickson, Jonathan e Igor Cassio nos profissionais em 2019

Quatro jogadores serão integrados ao elenco profissional em 2019: Os volantes Wenderson e Rickson, o lateral-esquerdo Jonathan e o atacante Igor Cassio. A pré-temporada será realizada no estádio Nilton Santos. Tiano mantém cautela, mas aposta no potencial dos atletas formados no clube.

– Não tenho dúvida que são quatro excelentes meninos e jogadores com potencial bem grande para que colaborem na equipe profissional. A expectativa é de que não subam já resolvendo o problema. São jogadores que precisam de uma adaptação e um pouco mais de paciência, mas tenho certeza que dos quatro citados pelo menos dois vão conseguir o mais rápido possível estarem integrados e quem sabe serem titulares no profissional.

Matheus Nascimento

Foto: Matheus Nascimento à esquerda/Botafogo F.R

O jovem atacante Matheus Nascimento, do Sub-15, chama a atenção pelas atuações e gols marcados pelo Glorioso e na Seleção Brasileira. Tiano explicou o trabalho que é feito com o jovem atleta.

– O Matheus Nascimento é um jogador de uma qualidade indiscutível, mas é tratado como todos os outros que tem no elenco. A gente sabe que muitos jogadores que foram grandes destaques na base acabaram tendo um exagero de superproteção ou valorização. Matheus é sim o jogador que o Botafogo tem como referência técnica dentro de campo e nós procuramos deixá-lo com a cabeça voltada só pra jogar. Ele tem uma família muito boa que o acompanha e não deixa vislumbrar de ser o atacante titular do Botafogo e da seleção Brasileira. Tem que ter bastante tranquilidade, bastante discernimento da situação que ele vem atravessando com o assédio que sofre, para desenvolver ainda mais o futebol dele e ter o mesmo destaque em cada categoria.

0 comentários