12/01/18 - 12:44

Rio de Janeiro

Julio Brant faz queixa na delegacia e diz que vai rever alguns contratos do Vasco

Sucessor de Eurico Miranda no Cruz-Maltino cobra ética na transição do comando do clube

Foto: Wellington Campos l Rádio Tupi

Com a iminente anulação da urna 7 e provável saída de Eurico Miranda da presidência do Vasco, Julio Brant convocou uma entrevista coletiva para esta sexta-feira. Mesmo antes da posse, o candidato já falou como presidente e prometeu rever as últimas atitudes da atual gestão.

Em virtude das acusações de uma suposta “limpeza” de objetos em São Januário, Brant revelou que já prestou queixa na delegacia e mandou um recado para a atual diretoria.

– O que estão fazendo é criando o caos. A intenção  é esticar o máximo possível, para evitar que a gente fale com o mercado, para evitar que a gente tome medidas dentro do Vasco. Mas não se preocupe. Vamos pegar o caos e resolver o caos. Vamos entrar suando, adrenalina lá no alto e vamos resolver. Se estivesse tudo calminho era mais confortável. Se quiséssemos conforto não estaríamos aqui. Para vocês que estão tentando fazer o caos, não temos medo.

Além disso, cobrou ética de Eurico Miranda por conta das negociações feitas com patrocinadores e também sobre as saídas de atletas. Anderson Martins já deixou São Januário, Madson já foi anunciado pelo Grêmio e Mateus Vital já realizou exames médicos no Corinthians e a qualquer momento pode fechar com o clube paulista. Brant afirmou que vai rever todas as transações.

– Estamos vendo venda de jogadores. Empresários estão sendo chamados para aumentar o salário dos jogadores da base por valores fora de mercado. Mostra o quão maldosa é a intenção. A preocupação não é pelo Vasco. Mas vamos trabalhar para reverter isso. Qualquer negociação vil, claramente prejudicial, será revertida. Fica um aviso aos empresários. É antiético fazer negociação desse tipo em um momento como esse. Me surpreende que grandes empresas negociem com o clube.

Brant também revelou que tentou se reunir com o presidente Eurico Miranda, na época em que a eleição ocorreu para discutir sobre as dificuldades do Vasco. Porém, as tentativas foram sem sucesso.

– Eu tentei desde a eleição fazer reuniões com o presidente para poder fazer uma transição, mesmo que fosse de forma sigilosa, para que ninguém ficasse sabendo o que está acontecendo, e aí trabalharíamos em absoluto sigilo. Por mais que não entrássemos, não teria nenhum prejuízo. Tentamos fazer isso. Eu liguei para o presidente algumas vezes. Tive enviados meus conversando com pessoas muito próximas ao presidente, com o filho dele, por exemplo, e fomos negados o tempo todo. Não houve espaço nenhum.

O mandato de Eurico Miranda se encerra na próxima terça-feira (16). No atual cenário jurídico, a vitória na eleição é da chapa “Sempre Vasco Livre”, favorita para eleger Julio Brant como presidente na reunião do Conselho Deliberativo, prevista para acontecer até o dia 22.

0 comentários