25/01/18 - 13:56

PM é baleado em ação na favela da Rocinha

Moradores foram às redes sociais reclamar sobre a falta de paz vivida na comunidade

Um policial foi baleado durante uma operação realizada nesta quinta-feira (25), na comunidade da Rocinha, Zona Sul do Rio. O agente, lotado no Batalhão de Choque (BPChq), foi atingido no abdômen, abaixo da altura do colete. O homem foi socorrido e levado ao Hospital Miguel Couto, na Gávea.

Moradores da Rocinha, Gávea e São Conrado, bairros próximos à comunidade, tem vivido momentos de pânico desde as primeiras horas da manhã, quando policiais do Comando de Operação Especias (COE) realizaram uma incursão na favela com o apoio de outras unidades de Segurança. Segundo a PM, os homens da COE foram recebidos a tiros em diferentes pontos da favela.

Durante o confronto uma base da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP) foi atingida por disparos.

O Centro de Operações da prefeitura (COR) pediu pelo Twitter que motoristas evitassem o trecho da Autoestrada Lagoa-Barra e a Estrada da Gávea, pois a operação poderia causar interdições nas vias.

Na Pontifícia Universidade Católica (PUC-Rio), localizada na Gávea e próxima aos entornos da Rocinha, os funcionários evitam sair das áreas cobertas do Campus. No início de janeiro uma funcionária foi atingida na perna por uma bala perdida enquanto trabalhava no pátio da instituição.

Segundo relatos de quem estava na universidade, explosões e rajadas foram ouvidas por mais de uma hora, sem interrupções. A página Onde Tem Tiroteio publicou um vídeo onde é possível ouvir os tiros na comunidade.

Os confrontos ocorrem nas regiões conhecidas como Rua 2, Vila Verde e Cachopa.

Moradores foram às redes sociais reclamar sobre a falta de paz vivida na comunidade.

0 comentários