10/10/17 - 11:03

Polícia Civil e MP realizam operação de combate a milicianos da Baixada Fluminense

Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense participa da ação

O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, por meio do Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime Organizado (Gaeco/MPRJ) e a Polícia Civil, Delegacia de Repressão às Ações Criminosas Organizadas (Draco), realizam uma operação para cumprir 22 mandados de busca e apreensão e 11 mandados de prisão temporária contra um grupo de milicianos que atuam na Vila Urussaí, em Saracuruna, na Baixada Fluminense

A suspeita é de que eles atuam na venda ilegal de gás, na exploração de uma central clandestina de distribuição de TV a cabo, fazem empréstimos de dinheiro a juros abusivos e furtam combustível, cujo desvio seria feito diretamente na tubulação de óleo da Petrobras.

Os mandados foram expedidos pelas 3ª e 4ª Varas Criminais de Duque de Caxias. Até o momento uma pessoa foi presa. . A Divisão de Homicídios da Baixada Fluminense, participa da ação, pois, durante a disputa pelo monopólio da venda ilegal de botijões de gás, pessoas foram mortas.

Entre os procurados está Guilherme de Souza Barbosa, indiciado por integrar a milícia e suspeito de diversos homicídios. Ele teria relações familiares com Denílson Silva Pessanha, o “Maninho do Posto”, ex-vereador de Duque de Caxias, acusado de chefiar uma quadrilha que desviava combustível dos dutos da Transpetro para revenda ilegal.

0 comentários