Ao vivo >
Escolha seu jogo

09/02/18 - 14:19

Temer pede investigação sobre aumento abusivo no preço do combustível

Valor cobrado pelo combustível sobe há 14 semanas seguidas nos postos

O presidente da República acionou a Polícia Federal e o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade), para investigar os aumentos de preços da gasolina nos postos de combustível do país. Segundo Michel, “quando a Petrobras aumenta o preço nas refinarias, o valor nas bombas de combustível sobe, mas quando tem redução, o mesmo não acontece.”

 De acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo (ANP) o preço médio da gasolina alcançou mais de 4 reais por litro no Brasil na última semana. O valor cobrado pelo combustível sobe há 14 semanas seguidas nos postos. “Pedimos investigação de cartel em postos e não permitiremos preço abusivo”, disse.

O preço do gás de cozinha também foi uma pauta abordada por Temer. Segundo ele, o governo está “examinando uma fórmula para compensar este aumento para os mais pobres”, que deve ser anunciada em até duas semanas. Contudo, não divulgou que tipo de medida será esta.

Temer tentou explicar que estas variações começaram a ocorrer após a Petrobras adotar a nova metodologia de preços, baseada no mercado internacional. Segundo ele, seu governo foi o responsável por recuperar a estatal. “O Pedro Parente, do nosso governo é que recuperou a Petrobras. Há dois anos, era quase um palavrão, tamanha desvalorização. Nós recuperamos com atuação eficiente e decidiu-se fazer aumentos de acordo com a variação internacional”, pontuou.

0 comentários