17/04/18 - 10:23

Tribunal de Justiça do Rio nega 22 habeas corpus de suspeitos de integrar milícia

Outros pedidos ainda serão analisados

Outros pedidos ainda serão analisados. Foto: Divulgação

O Tribunal de Justiça do Rio rejeitou os primeiros 22 habeas corpus examinados de um total de 161 pedidos em favor dos homens detidos em uma operação policial de combate à milícia realizada no último dia 7 de abril, em Santa Cruz, na Zona Oeste do Rio.

Outros pedidos ainda serão analisados, devido ao grande número de presos na ação. No habeas corpus em que já houve decisão, a desembargadora Gizelda Leitão, da 4ª Câmara Criminal do Tribunal de Justiça afastou a existência de qualquer ilegalidade ou constrangimento nas prisões.

De acordo com a magistrada, a tese sustentada pela defesa é de que elas participavam de uma festa paga num sítio. Os relatos policiais discordam da defesa e apontam que no evento não havia bilheteria ou qualquer profissional ligado à realização de eventos.

De acordo com a polícia, a motivação da festa seria uma homenagem a Wellington da Silva Braga, o Ecko, investigado por integrar uma organização criminosa. Na ocasião foram apreendidos 24 armas de fogo, dentre elas fuzis, pistolas, revólveres, granada, 76 carregadores, 1.265 munições de calibres variados, coletes balísticos, fardamentos e toucas ninja. Onze veículos foram apreendidos no local.

0 comentários