15/10/17 - 11:48

Tupi chega aos 82 anos com muitas novidades

Nova grade de programação já é um sucesso e na internet as transmissões ao vivo agradam o público

Em 1935, a Super Rádio Tupi entrava pela primeira vez no ar e, no mês de setembro, ao completar 82 anos, continua a fazer história. Seja no rádio ou na Internet, a Tupi vem se modernizando e trazendo várias novidades ao seu público, sem perder a tradição. Nos últimos meses, houve diversas mudanças na programação e em nossas mídias digitais. A Família cresceu e somos atualmente a rádio mais ouvida no Rio de Janeiro.

O nosso super time ganhou esse ano vários reforços, Alexandre Ferreira, Antônio Carlos, Francisco Barbosa e Anthony Garotinho chegaram para alavancar o sucesso da rádio, liderando as pesquisas de audiência. Para Alexandre, que comanda do horário de 00h às 2h, diz que se sentiu acolhido pela Família Tupi e que o segredo de um programa de sucesso é o trabalho. “Como qualquer coisa na vida é preciso se entregar, fazer a sua tarefa com muito amor e dedicação. Além disso, contar com uma equipe competente e igualmente dedicada”, afirma o comunicador.

O “Show do Antônio Carlos” estreou no dia 29 de maio

Já o despertador do Brasil, Antônio Carlos, no ar das 6h às 8h, lidera o horário nobre do rádio. Sua primeira passagem pela Tupi foi na década de 70. Em maio deste ano, o comunicador retornou aos nossos microfones, e temos o enorme prazer em receber de volta, um dos maiores radialistas do país. E ele declara: “Eu estou agradecido a Tupi pelos braços abertos com a minha chegada e, honestamente, eu nunca vi uma emissora de rádio tão carinhosa como esta”.

Outro programa que continua sendo sucesso de audiência é a Patrulha da Cidade. No ar há 57 anos, já passaram por ele as vozes marcantes de Getirana (Gegê), Samuel Correa (Samuca) e Coelho Lima. Atualmente, o programa é comandado por Mário Belisário, Garcia Duarte, e tem a participação de rádio atores e atrizes. Sem perder a tradição, Mário Belisário se diz orgulhoso de fazer parte da Turma da Patrulha. “É uma responsabilidade. Eu confesso que todo dia venho com muita disposição para fazer a Patrulha da Cidade. Evidentemente, a gente não conversa assuntos amenos, são assuntos pesados, a violência no nosso dia a dia. O que a Patrulha faz é tentar dar um molho de humor nessa questão toda.”, declara o comunicador que também está no ar de 4h às 6h.

Aos sábados, a Patrulha da Cidade é comandada por Garcia Duarte, que também apresenta o programa “Na Companhia do Garcia”, de 2h às 4h, o que para ele é motivo de felicidade. “Tem mais a minha cara. Eu posso exercitar mais o meu lado comunicador. Posso participar do dia a dia das pessoas, levar entretenimento e alegria, o que tento passar sempre”. E é assim que conquistamos o nosso público.

A Super Rádio Tupi é líder de audiência em todos os horários e Marcus Di Giacomo, diretor de programação e artístico, afirma que a expectativa é manter a liderança. “A gente fez uma grade e rapidamente o ouvinte entendeu a proposta. Entendo que foi absolutamente indolor e fácil. Na verdade, foi um somatório de talentos, de nomes consagrados, e que evidenciaram essa conquista”. Ele ainda diz que a rádio tem um excelente time de produção de conteúdo, com os comunicadores, repórteres, operadores, produtores. “Toda Família Tupi, da Fonseca Teles, 120, é capacitada e mostra isso, por manter a audiência”, declara.

O quadro “Palavra Amiga” é sucesso no Show do Heleno Rotay

Quem também comemora o sucesso da rádio é Heleno Rotay. No ar há dez anos, O “Show do Heleno Rotay” é comprometido com os problemas da sociedade. Conhecido por ajudar a população com “SOS Rio” e o “Palavra Amiga”, Heleno afirma que os quadros são importantes. “O Palavra Amiga é a parte mais forte do programa, justamente porque é um meio de ajudar as pessoas. Normalmente, se alguém tem um problema difícil de resolver e, às vezes, fica com vergonha de desabafar com um conhecido, ela pode optar pelo anonimato, contar sua história e ouvir a opinião dos ouvintes”, completa.

Outro nome de peso do nosso time é Francisco Barbosa, que diariamente coloca em debate as principais questões atuais. Com temas factuais, ele afirma que os assuntos discutidos são aqueles que estão sendo comentados no balcão da padaria, no transporte público e nas redes sociais. Para ele, se está na boca do povo, vai estar em pauta no programa e, claro, com a participação dos ouvintes por meio do WhatsApp. “Antes as pessoas interagiam basicamente pelo telefone, depois, por e-mail, e agora todos enviam suas mensagens pelo WhatsApp. É mais gostoso ouvir a voz do ouvinte, eu amo esse relacionamento e isso me faz ficar mais empolgado”, comenta. A Tupi está em todos os lugares.

 

A Tupi é o Povo e o Povo é a Tupi

 

O jornalismo da Super Rádio Tupi é uma das partes mais importantes dessa história. Desde o início de sua trajetória, os fatos mais importantes são noticiados aqui. A Tupi trata a informação com credibilidade e responsabilidade.  Fomos a primeira rádio a noticiar o fim da Segunda Guerra Mundial, registrando este acontecimento que marcou o mundo.

Jornalismo Super Rádio Tupi

No Rio de Janeiro, os nossos repórteres estão sempre atualizados para passar aos ouvintes tudo o que acontece no estado. Cyro Neves e Diana Rogers revelam que a experiência de fazer parte desta equipe de jornalismo da Super Rádio Tupi é maravilhosa. “Nós temos muita liberdade e isso é muito importante. Quando somos livres para fazer uma reportagem, fazemos com gosto, o que é muito melhor para os nossos ouvintes”, afirma Diana, que já passou por momentos emocionantes na profissão.

Um deles foi quando a Tupi noticiou em primeira mão a queda da passarela na Linha Amarela, em 2013. Ela relata que, no carro da rádio, seguiu uma viatura policial até o local, e a Tupi foi o primeiro veículo da imprensa a chegar e trazer as informações, ao vivo para os ouvintes, pela Patrulha da Cidade. Para Diana, noticiar a violência no Rio de Janeiro é algo que sempre a impressiona.

Para Cyro Neves, os momentos que marcaram sua vida mostram que o jornalismo não é só feito de imparcialidade, já que às vezes, é complicado para um repórter não demonstrar a emoção e relembra: “Em 2007, o caso do menino João Hélio, de apenas 5 anos, que morreu após de ser arrastado de Cascadura a Oswaldo Cruz, depois que o carro da mãe foi roubado, foi muito difícil de noticiar. Um caso de repercussão em todo o país, por um motivo muito triste, infelizmente”, lamentou Cyro. Mas não é só de notícia ruim que o jornalismo vive.

A profissão de repórter também permite momentos alegres. Cyro revela que foi marcado positivamente por uma história que teve um final feliz. “Uma mãe fez um apelo para nós encontrarmos sua filha que havia sido sequestrada. Nós colocamos no ar, falamos com as autoridades e antes mesmo do programa acabar, uma ouvinte nos ligou para informar que tinha visto a criança e ligou para a polícia. Ela foi resgatada e reencontrou a mãe”, conta emocionado. Esses são fatos do cotidiano que fortalecem a relação entre o jornalismo e a sociedade.

Para que toda informação chegue aos nossos ouvintes, é preciso da colaboração de uma grande equipe. Para organizar o trabalho, o coordenador de jornalismo, Marcos Frederico, tem a missão de direcionar os profissionais em suas tarefas, dar base e colaborar para que o fato seja passado com credibilidade. Para ele, o é importante que todos sejam tratados igualmente. “Todos que fazem parte do jornalismo da Tupi, sejam estagiários ou profissionais, são tratados iguais, têm as mesmas responsabilidades. Todos aprendem todas as funções, de uma entrevista até a edição dos noticiários”, revela.

A edição dos noticiários é uma das partes mais importantes do jornalismo da Super Rádio Tupi. É nesse momento que o profissional se aproxima do seu público e sabe quais as informações os ouvintes querem e precisam ouvir. No momento de montagem dos noticiários, o editor entende a necessidade do seu ouvinte. Para Isaac Santos, um dos editores, este é momento de adrenalina. “É o máximo. Você tem que estar atento a tudo que acontece ao seu redor. Na cidade e no mundo. É sempre trazer o melhor para o ouvinte”, declara. É a Tupi na frente da informação.

Rachel é a primeira mulher noticiarista da Tupi

Os tradicionais noticiários no Rio de Janeiro, o “Sentinelas da Tupi” e o “Tupi Notícias”, vêm sendo apresentados há dez anos por Rafael Souza, que tem uma das vozes mais marcantes que já passaram por aqui.  Rafael revela que quando fez seu teste para noticiarista, esperava ficar apenas um mês, mas sua voz foi tão forte, que até hoje ele faz parte desta Família. “Todo este tempo tem sido um grande aprendizado, eu ganhei uma visão profissional maior”, afirma.

Ao mesmo tempo em que o jornalismo da Tupi é tradicional, é também inovador. Em 2017, a Tupi apostou na primeira mulher noticiarista da rádio, a alagoana Rachel Amorim. Para ela é uma honra representar as mulheres. “É um privilégio, é um orgulho. E por ser a primeira mulher, procuro colocar o meu jeito ao apresentar a notícia, deixar a minha marca. Eu ainda tenho muito a evoluir e a acrescentar nos noticiários”, declara.  Rachel já é um sucesso com o público.

A Tupi está em todos os rádios e também em todos os lugares. A repórter Gabriela Souza, que já esteve representando o jornalismo no Centro de Operações da Prefeitura do Rio, revela que esta oportunidade trouxe visibilidade e reconhecimento ao seu trabalho. “O panorama do trânsito na cidade é sempre esperado por muitos ouvintes que estão no carro, no ônibus, portanto, primordial na programação”, conta Gabriela.

O jornalismo da Super Rádio Tupi vem crescendo e se renovando a cada dia. Além da redação que trabalha para pôr as notícias no ar, uma jovem equipe está se formando para produzir conteúdos de jornalismo, esporte e entretenimento neste novo portal de notícias. E com isso, continuar o legado destes 82 anos, reafirmando o seu compromisso com a informação, também nas plataformas digitais. Agora, além de ouvir, você também vê a Tupi.

 

 

Transmissão Ao Vivo

 

Em sua história, a Tupi é marcada por sempre acompanhar as tendências digitais. E neste ano, a rádio implementou um novo jeito de enriquecer a sua programação e entreter o público. Com as ferramentas que possibilitam a transmissão em tempo real por meio das redes sociais, os ouvintes agora podem assistir tudo o que vai ao ar em nossa programação no rádio, também na Internet.

As “Lives” permitem que o ouvinte saiba um pouco sobre como funciona os bastidores de um programa de rádio, além de matar a curiosidade de conhecer o estúdio da Tupi. O analista de infraestrutura e um dos idealizadores do projeto, Allan Barbosa comenta que o objetivo é captar novos ouvintes/seguidores e renová-los. “Nossa finalidade é aproximar o público mais jovem, que não tem o costume de ouvir a nossa programação no rádio analógico e atingi-los no digital. Com base nas pesquisas, uma grande fatia do público da Tupi não acessa à Internet, e se temos um produto que está fazendo sucesso neste meio, já significa que estamos no caminho certo. Estamos explorando uma vertente que as rádios, até então, não priorizavam”, comenta. Na rede, é possível conferir essas novidades.

Show do Pedro Augusto é um sucesso também na internet

De segunda à sexta, no Facebook, tem a transmissão ao vivo dos programas da Rádio Tupi e o ouvinte tem a liberdade de interagir e participar. Antônio Carlos, Cristiano Santos, Clóvis Monteiro, Washington Rodrigues, Francisco Barbosa, Alexandre Ferreira, Heleno Rotay, Pedro Augusto, e todos os outros comunicadores, cada um em sua individualidade, elaboram formatos especiais para as Lives.

O “Show do Pedro Augusto” faz sucesso tanto no rádio quanto na internet. O comunicador vestiu a camisa da transmissão ao vivo e a cada programa, traz uma variedade de convidados, desde lutadores do MMA combatendo no estúdio da Tupi, até passistas de escola de samba.

Dinâmico, o programa tem atingido marcas expressivas de quase um milhão de pessoas alcançadas no Facebook. Acompanhado do Negão do WhatsApp e de belas mulheres, Pedro Augusto instiga seu público ao trabalhar com o mistério no quadro “Pedro Augusto quer saber” e na hora final do programa, a famosa oração e devoção à Nossa Senhora Aparecida. E os devotos do Futebol, também são contemplados. 

 

Live Giro Esportivo, todas as segundas, a partir das 22h no Facebook

A nossa “Seleção Brasileira do Rádio” também está na internet. O principal companheiro do torcedor carioca e programa líder de audiência, o “Giro Esportivo”, comandado por Wagner Menezes, também se modernizou e é totalmente integrado às mídias sociais, no qual o apresentador interage com o público por meio do Facebook, WhatsApp e Youtube.

Diferente dos outros programas, o “Giro Esportivo” também é transmitido no Youtube – que já tem mais de 100 mil inscritos no canal – e com as várias câmeras instaladas dentro do estúdio, o torcedor pode acompanhar todas as segundas-feiras, tudo o que rola nesse show de notícias com bom humor.

E se tem jogo do seu time de coração, tem Live direto da cabine. Antes da bola rolar, o “Super Futebol Tupi”, chega com o time de repórteres que atualizam a todo instante a preparação dos clubes para mais uma rodada dos campeonatos. Quando o árbitro dá o apito inicial, a Tupi entra em campo junto com os clubes cariocas e toda emoção no momento do gol poderá ser vivido da melhor forma. Você pode sentir toda a vibração da torcida junto de José Carlos Araújo, Odilon Júnior, Jota Santiago e toda a equipe de comentaristas.

 

Mais uma vez, a Tupi sai na frente e coloca à disposição dos seus ouvintes vários canais de informação e interação, #PartiuTupi.

2 comentários