16/07/18 - 13:47

Artista francês é morto e tem a casa incendiada na Costa Verde

No ano passado, 31 pessoas morreram de forma violenta no município

A Polícia está investigando a morte do artista francês Cedric Jaurgoyhen Madala, que morava em um sítio em Barra Grande, local afastado do centro de Paraty, no Litoral Sul Do Rio, em Barra Grande. O corpo dele foi encontrado com um tiro na cabeça. A casa foi incendiada pelos criminosos.

Vítima foi morta e teve a casa incendiada. Foto: Reprodução

De acordo com a irmã da vítima, Sophie Chauvet, que mora há 15 anos na região, Cedric trabalhava como fotografo, artista plástico e performático.  A irmã foi a última pessoa a vê-lo vivo, na quarta-feira (11) da semana passada. A casa ficava em uma área remota. O vizinho mais próximo ficava a mais de 500 metros, do outro lado de um rio. Este, segundo a irmã, não teria visto sinais de fumaça causados pelo incêndio na casa.

O corpo de Cedric foi encontrado por um pedreiro, que estava trabalhando em uma obra do lado de fora da casa, na sexta-feira (20). A Polícia Civil ainda não se pronunciou a respeito do crime que chocou os amigos do francês. Paraty, assim como a cidade vizinha Angra dos Reis, vem sofrendo com a alta na criminalidade nos últimos anos. No ano passado, 31 pessoas morreram de forma violenta no município. Em 2016, foram 34 pessoas. Este ano, até o mês de maio, foram 15 mortes violentas na cidade.

0 comentários