07/05/18 - 09:12

Rio de Janeiro

Alberto Valentim elogia atuação da equipe alvinegra na partida contra o Cruzeiro

Treinador destacou jogo equilibrado e afirmou que o Botafogo tinha a possibilidade de "marcar mais forte"

Por: Jéssica Duarte

Foto: Vitor Silva/SSPress/Botafogo

O Botafogo perdeu sua invencibilidade no Campeonato Brasileiro no último domingo (06) para o Cruzeiro. No Mineirão, o alvinegro foi superado pelo time mineiro por 1 a 0, com gol do zagueiro Dedé. Para o técnico Alberto Valentim, dar espaço para o defensor cabecear sozinho foi um erro que não poderia ter sido cometido de forma alguma. Em entrevista coletiva após a partida, o treinador também destacou a atuação alvinegra.

– Nós podíamos ter marcado mais forte. O Dedé a gente sabe que é um jogador de muita qualidade no jogo aéreo, não podíamos ter dado chance para que cabeceasse tão livre. Mas perdemos juntos. Agora é recuperar para um jogo decisivo de copa na quarta-feira. É difícil manter o time do Cruzeiro marcando muito alto porque são jogadores de qualidade. Nosso ponto de partida é da intermediária, jogadores puxados pelo Brenner, Pimpão e Leo. Não dá para fazer isso sempre fora de casa, principalmente com um time de qualidade. Às vezes baixa a linha, não porque queremos, mas pela qualidade dos jogadores do Cruzeiro. Mas gostei da equipe, achei que fez uma boa partida.

O Botafogo, diferente do que muitos estão acostumados, quase não finalizou no Mineirão. Foram apenas sete finalizações, sendo três chances reais de gol. O Cruzeiro foi superior nesse quesito. Alberto Valentim destacou que a partida foi equilibrada, mas o time da casa teve mais chances de abrir o placar.

– O Cruzeiro finalizou mais, a gente não teve as mesmas chances do Cruzeiro. Acho que foi um jogo equilibrado, um gol decisivo na bola aérea, a gente teve essa jogada também, mas não aproveitamos. A gente não finalizou muito dessa vez.

Alberto Valentim tem tido muitos problemas com jogadores no Departamento Médico. Para a partida contra o Audax Italiano, na próxima quarta-feira (09), no estádio Nilton Santos, o treinador não poderá contar com a volta de nenhum atleta.

– Dos que não vieram ainda não posso contar. O Moisés precisa de mais treinos, então não levarei contra o Audax Italiano. E o Aguirre não pode jogar a Sul-Americana. Vamos com esses jogadores, recuperá-los.

0 comentários