03/09/18 - 14:37

Rio de Janeiro

Barbieri admite partida ruim do Flamengo e classifica derrota em casa como inadmissível

Rubro-negro perdeu para o Ceará no Maracanã

Por: Matheus Emanuel

Gilvan de Souza / Flamengo

O Flamengo protagonizou um vexame na manhã do último domingo (02), no Maracanã. O rubro-negro sucumbiu diante do Ceará e perdeu por 1 a 0, diante de mais de 61 mil expectadores. O técnico Mauricio Barbieri concedeu entrevista coletiva após o jogo e analisou a derrota do time da Gávea. O comandante classificou o revés diante do Vozão como inadmissível.

– Uma derrota dura, difícil e inadmissível. As coisas não funcionaram. Tentamos, a busca é constante pela melhoria. A busca continua não só pela melhoria no ataque, mas em todos os setores. Melhorar sempre. Hoje foi um dia ruim, cenário ruim, finalizamos, mas não fomos eficientes. Não conseguimos o gol e demos espaços para o adversário. Temos que buscar soluções, porque nem sempre vamos poder contar com todos os jogadores – disse.

Após o apito final, os torcedores presentes vaiaram bastante o elenco rubro-negro. Barbieri comentou sobre o protesto vindo da arquibancada e fez questão de deixar claro que não tem medo de ser demitido por conta da sequência ruim do time, que não vence no Brasileiro há dois jogos e foi eliminado da Copa Libertadores.

– As vaiais são compreensíveis. A torcida lotou o Maracanã e nos apoiou. Fez o papel dela e nos apoiou. Nós não fizemos nosso papel. Não funcionamos como equipe. Às vezes a torcida acaba direcionando as vaias para um jogador ou outro, mas temos que nos cobrar como equipe. O meu temor é não conseguir fazer o trabalho da maneira que quero. Não penso no Maurício nesse agora. Quero que a equipe encontre soluções, vou fazer tudo o que estiver ao meu alcance para o Fla encontrar os resultados – concluiu.

0 comentários