22/04/18 - 13:16

Rio de Janeiro

Barbieri não garante Diego e Éverton Ribeiro contra Santa Fe na Colômbia

Treinador diz entender vaias

Por: Jéssica Duarte

Foto: Gilvan de Souza / Flamengo

O Flamengo venceu o América Mineiro no último sábado (21), mas não convenceu o torcedor Rubro-Negro. O técnico Maurício Barbieri recebeu muitas vaias e xingamentos quando fez suas substituições. O segundo tempo do clube carioca não foi o melhor e isso gerou muita insatisfação da torcida. Com o Maracanã lotado, o Rubro-Negro fez sua parte. Além da despedida de Júlio César, o treinador Barbieri não pode contar com a presença de Diego e Éverton Ribeiro, o primeiro está lesionado e o segundo suspenso. O profissional não garante ambos na Colômbia quarta-feira (25).

– Diego ainda é dúvida por questão médica e vamos avaliar o Everton Ribeiro nos próximos dias de treinamento. Entendo o questionamento, mas contra Santa Fe criamos até os 30, quando sofremos o gol. Não é sobre jogadores, a equipe toda precisa ser mais consistente.

Barbieri analisou a partida e afirmou entender as vaias da torcida.

– O jogo teve coisas positivas e coisas que temos que ajustar. Todos os jogos são dessa maneira. Não posso me prender ao resultado. Tenho que olhar o rendimento. Um exemplo: quarta-feira, o resultado foi ruim, mas o rendimento teve coisas boas e outras não. Hoje, foi da mesma maneira. O recuo não veio nem de mim, nem dos jogadores. Nossa conversa foi para marcar em cima, continuar jogando, mas o adversário veio com uma postura diferente, nos empurrando para trás. Viemos de uma sequência de jogos e isso nos influenciou para ficarmos atrás, mas sempre no controle do jogo. Criaram chances em bola parada e apareceu o Julio. Acho que fizemos um primeiro tempo muito bom, onde conseguimos gerar desequilíbrio pelos lados de campo. Ganhamos uma opção importante com o Léo Duarte. Tem esses e até outros pontos positivos, mas de imediato são esses.

O técnico afirmou que substituiu Vinicius Junior por cansaço.

– Entendemos o direito da torcida de se manifestar. Claro que ela quer que a equipe vá para cima, busque o gol. É nossa ideia inicial, mas temos que ter a leitura do que está acontecendo. Tivemos um jogo complicado contra o Vitória, desgaste. O Vinicius não vinha fazendo 90 minutos corriqueiramente. Ele sentiu o desgaste, caiu de produção e precisávamos ter segurança, o controle do jogo. Por isso, a mudança.

Mauricio Barbieri comentou sobre a despedida de Júlio César e falou sobre uma possível efetivação.

– É uma noite especial pelo grande jogador que o Julio foi não só para o Flamengo, mas pelo futebol brasileiro. Sabíamos de toda história em torno do jogo, mas o próprio Julio fez questão de frisar o tempo inteiro e importância dos três pontos. Foi assim que entramos em campo, sabendo da despedida, mas em busca da vitória que nos coloca em uma boa posição no Brasileiro. Neste momento, sou a pessoa responsável por dirigir a equipe. Assim que encaro e coloco toda minha dedicação neste intuito. Essa decisão não cabe a mim, cabe a direção. Sigo me dedicando para que o Flamengo siga vencendo os jogos.

O Flamengo conquistou a primeira vitória no Campeonato Brasileiro e agora encara o Santa Fe, na Colômbia, na próxima quarta-feira, pela Libertadores. 
0 comentários