01/01/16 - 18:20

Botafogo estreia na copa São Paulo de Futebol Júnior e busca título inédito

A tradicional Copa São Paulo de Futebol Juniores, principal competição brasileira da categoria, começa neste sábado (02/01). O Botafogo, mais do que conquistar o inédito título, pretende revelar bons valores para equipe profissional. Maurício de Souza, técnico do sub-20, falou da preparação e o que espera do Glorioso no torneio.
"Na verdade foi uma preparação intensa. É um grupo renovado, com muitos atletas que subiram agora do juvenil. A gente sabe que durante esse ano 2015 nós cedemos alguns atletas para o profissional, atletas importantes ainda para categoria de juniores, mas entendemos que o processo é exatamente esse. Então, o que nós vamos explorar é um jogo bem intenso, bem trabalhado, tentando ao máximo ser uma equipe agressiva na marcação, para poder tirar proveito disso no momento de atacar."
Com a modernidade do futebol, sabe-se que há uma equipe de observadores e scouts, para conhecer um pouco mais sobre os adversários. No entanto, como o time estreia contra o São Bento, que não é uma equipe tão reconhecida no cenário nacional, o treinador alvinegro arriscou que tipo de adversário espera encontrar na primeira partida da Copinha.
"Nós tentamos levantar algumas informações, mas não conseguimos muito. Sabemos que o São Bento não fez uma boa participação no Campeonato Paulista. Mas a gente sabe que são equipes que se preparam muito forte para essa competição, que normalmente fazem uma seleção na cidade para conseguir reforçar o grupo, justamente para Copa São Paulo. Então a gente sabe que não vai encontrar moleza já nessa estreia, mas a informação que nós temos lá no início é que eles não tiveram uma boa participação na Copa São Paulo e é um grupo, basicamente, de atletas 96."
Flamengo, Fluminense e Vasco já venceram o torneio. O Botafogo ainda não conseguiu este feito e segundo Mauricio de Souza, alguns detalhes são determinantes para a demora nesta conquista.
"Eu acho que é você realmente investir nesse título. Nós sedemos jogadores agora para o profissional, que seriam importantes para Copinha. Mas é claro que a gente sabe que o mais importante do trabalho do sub-20 é estar conseguindo colocar jogadores no profissional. Mas eu acredito que é você começar a trabalhar essa competição há mais tempo, se reforçando, vendo as carências da sua equipe, tentando buscar os jogadores para suprir essas carências. E o Botafogo não tem feito isso para essa preparação. Mas nós vamos fortes para competição, a gente acredita. Na verdade, o que nós temos como expectativa, é ir o mais longe possível."
Recentemente, em uma competição interestadual, a seleção do Rio de Janeiro contou com 16 atletas do Botafogo. Maurício afirmou que a competição foi uma boa oportunidade de preparar a equipe para Copa São Paulo.
"Foi justamente isso que nós tentamos fazer. Na verdade nós tivemos muitos problemas com a liberação de atletas de outros clubes. Então, acabou que nós tivemos realmente que levar uma base do Botafogo. Até jogadores que hoje seriam reservas no Botafogo, foram à seleção. Mas quando a gente viu que caminhava para isso, que os clubes não iam liberar atletas, a gente voltou para iniciar já um processo de preparação nessa competição. Serviu sim, foi bastante proveitoso, porque deu para ver justamente no que a gente precisa melhorar, e nós trabalhamos em cima dessa preparação na volta ao Rio. Acho que foi muito proveitoso como preparação para Copa São Paulo."
O técnico explicou também como funciona a ligação entre as categorias de base e o profissional, já que um dos principais objetivos da comissão técnica do Sub-20 é revelar bons nomes que possam servir o time principal.
"Existe um contato direto. O Eduardo Freeland que é o nosso gerente, o Renha que é o superintendente, que comanda toda base do Botafogo, estão em contato direto com o Ricardo Gomes e o Antônio Lopes. E eu faço também, a cada jogo que acaba, um relatório de cada jogador para o Lopes, para ele passar para o Ricardo e estarem sabendo de tudo que está acontecendo. Existe um profissional, dos profissionais, que vai aos jogos para ver os atletas e passar as informações, também, para comissão do profissional. Então, assim, é um trabalho bem integrado, mas é claro, como eu falei, são atletas importantes para os juniores, mas são atletas que vão suprir necessidades também no profissional. Como preparação para nossa equipe, fica um hiato, mas como trabalho principal da nossa categoria, a gente fica extremamente feliz. Então, fica um hiato porque você tem que pegar um atleta que não está rotinado na categoria, e botar para rotinar em pouco tempo. A preparação é muito curta. E o atleta que já estava rotinado, está subindo. Mas como eu falei, o trabalho é justamente esse. Nós temos que entender que o que a categoria precisar fazer é estar fornecendo, cada vez mais, jogadores de qualidade ao profissional."
Recentemente, alguns jogadores têm se destacado nos jogos das categorias de base do clube. São os casos de Jordan, Matheus Fernandes, Arruda, Amilcar e Ribamar. Projetado o ano de 2016, Maurício falou o que esperar destes jogadores.
"É um ano de transição para esses atletas, para a maioria deles. Mas o Matheus Fernandes é um volante de muita qualidade, muito maduro. Primeiro ano da categoria de juniores, e é um volante que eu acho que logo estará podendo integrar o grupo profissional do Botafogo. Mas o Jordan, o Amilcar, são atletas que vão ter um tempo maior de transição, mas que também são atletas de projeção dentro do clube. O Ribamar é um atacante que fez um 2015 muito bom, e é um atleta que está sendo observado, um atacante muito forte. Nós temos o Yuri, que é um lateral-esquerdo, que também joga de externo, que é um 96 de muita qualidade. Nós temos bons valores, que talvez não sejam para agora, para início de ano, mas eu acho que com o decorrer do trabalho, do ano, eles vão poder ser observados mais de perto pela equipe profissional."
Cauteloso, o treinador acha que um ou outro pode ser aproveitado nos profissionais na próxima temporada, mas acredita que ainda não é o momento de alguns jovens subirem de categoria.
"Eu acho que 2016 não. 2016 eu acho que, ainda, para alguns atletas, não. Talvez o Arruda, o Matheus Fernandes, o Ribamar, o Yuri… mas acho que Jordan, Amilcar e mais alguns outros, são bons valores que estão subindo agora do juvenil. Eu acho que eles têm que ter um pouco mais de paciência, amadurecer um pouco mais na categoria, ganhar um pouco mais de rotina, de corpo, no entendimento de jogo, e aí sim, poder chegar um pouco mais completo no profissional, para poder ajudar efetivamente."
Dos meninos da base, Matheus Fernandes é o que mais vem chamando atenção, tanto nos jogos pelo clube, quanto nos da seleção brasileira da categoria. Maurício acredita que o atleta tem tudo para se tornar um jogador de destaque no futuro.
"Vai ser uma das grandes revelações do Botafogo. Um jogador muito consciente do jogo, um jogador que, como eu falei, ainda com 18 anos, mas muito maduro. Tem um entendimento muito forte do que precisa ser feito dentro do campo. Enfim, eu acho que é um jogador que tem tudo para ser uma das grandes revelações do Botafogo. Um volante moderno, que sai para o jogo, que marca muito forte, mas que não se prende só aos centrais, sai para jogar. Enfim, é um jogador que eu aposto muito como uma das grandes revelações do Botafogo."
O meia Mauro Gabriel, camisa 10 do sub-20, foi emprestado ao Volta Redendo até o final do Campeonato Carioca de 2016. Sem o atleta para a Copinha, Maurício de Souza acredita que o atleta poderia ter continuado no Botafogo para disputa da competição e ajudar o clube na inédita conquista, mas entende os benefícios do atleta disputar uma competição profissional para pegar mais experiência e rodagem.
"Era mais um jogador que queria nos ajudar. Mas entendemos, também, que o Mauro precisava de uma rotina um pouco mais forte, um pouco mais de experiência, um pouco mais de rodagem. Então, eu acho que pode ser vantajoso para o Mauro esse empréstimo, a disputa do Campeonato Carioca profissional, acho que pode ser, para o atleta, vantajoso. Como eu falei, para gente, é mais um jogador rotinado e com o entendimento do que a gente quer, que a gente perde. Mas eu acho que para o Botafogo e para o Mauro, a saída foi benéfica."
O lateral-direito Marcinho irá fazer a pré-temporada com os profissionais, mas ainda não é certa a permanência do jogador no time principal, o que aumenta as expectativas do atleta voltar a integrar o time sub-20 no decorrer do ano de 2016.
"Eu espero que o Marcinho fique no profissional, porque ele é um jogador de muita qualidade. É um jogador que tem pouco tempo na lateral direita, ele era um externo, um atacante de lado de campo, que gostava de jogar pelo lado direito. A gente recuou ele, entendendo que ele tinha características interessantes para ser um lateral. Um jogador veloz, de muito bom cruzamento, bola parada excelente. E ele se adaptou muito rápido à posição, tanto é que o Ricardo Gomes e o professor Antônio Lopes querem vê-lo de perto. Então, é por isso que ele está subindo, porque eles querem que o Marcinho faça a pré-temporada com eles, para poder ver, realmente, esse atleta de perto. Porque ele fez um ano, a partir do momento que ele foi para lateral, muito bom. Então, espero que o Marcinho consiga mostrar à comissão profissional, que ele tem condições de permanecer no grupo. Se não for o caso, ele será muito bem recebido aqui, porque é um atleta que eu tenho total confiança, que entende muito bem o que eu quero, e como eu falei agora à pouco, fez um ano de 2015 muito bom."
Maurício terminou a entrevista afirmando que o Botafogo entra forte na competição e que espera dar muitas alegrias ao torcedor alvinegro.
"Nós vamos forte para isso. O nosso objetivo é estar passando, pensando fase a fase, e eu espero que realmente a gente consiga trazer esse título para o Botafogo, já que seria um título inédito. Mas estamos pensando fase a fase, e eu tenho certeza que ainda vamos dar muitas alegrias à torcida do Botafogo."
O Glorioso estreia neste sábado (02/01), contra o São Bento, às 18h, no estádio Gilbertão, em Lins, no interior de São Paulo. Lembrando que o Botafogo está no grupo 4, ao lado de Linense e Sobradinho.
0 comentários