27/07/18 - 16:28

Rio de Janeiro

Botafogo repudia invasão e violência na sede de General Severiano

Diretoria informa que tomará as medidas cabíveis

Após a confusão durante a reunião do Conselho Deliberativo na última quarta-feira (25), que resultou na invasão de torcedores, objetos depredados, dirigentes hostilizados, o Botafogo emitiu uma nota oficial repudiando tais ações. O Clube vai acionar a Polícia Militar e o Ministério Público para identificar e punir os responsáveis pelos atos.

Confira a nota oficial

“O Botafogo de Futebol e Regatas vem a público expressar o seu absoluto repúdio à invasão à sede de General Severiano, ocorrida na noite de quarta-feira (25/7), durante a Sessão Extraordinária do Conselho Deliberativo. Além dos lamentáveis atos de violência que colocaram em risco a segurança dos presentes, houve considerável prejuízo ao patrimônio do Clube com danos à estrutura histórica do Salão Nobre, o que é inadmissível.

O Botafogo FR informa ainda que apresentou, nesta sexta-feira (27/7), as informações coletadas às autoridades policiais e ao Ministério Público de modo a responsabilizar os seus autores.

Tratou-se de uma ação criminosa prévia e intencionalmente organizada por pessoas que querem prejudicar o Botafogo de Futebol e Regatas, às quais responderão por seus atos ilícitos nas esferas cível e penal.

A ação criminosa não impediu o Conselho Deliberativo de realizar a reunião que foi corretamente convocada e aprovar todas as medidas necessárias ao regular desenvolvimento das atividades do Botafogo de Futebol e Regatas.

O Conselho Diretor não se intimidou e não se intimidará com ações criminosas e gostaria de reafirmar que está sempre aberto ao diálogo construtivo com todos os botafoguenses que realmente queiram colaborar com o soerguimento do Clube, iniciado no fim de 2014. Reafirmamos ao quadro social e à torcida botafoguense que estamos trabalhando para superar a grave crise financeira, fruto do enorme passivo herdado”.

0 comentários