25/11/18 - 18:55

Belo Horizonte

FIM DA LINHA! Flamengo derrota o Cruzeiro por 2 a 0 em Minas, mas vê Palmeiras conquistar o título brasileiro

Rubro-negro contou com uma atuação de gala de Everton Ribeiro em Belo Horizonte

Por: Matheus Emanuel

Staff Images / Flamengo

O Flamengo derrotou o Cruzeiro por 2 a 0 na tarde deste domingo (25), no Mineirão. O rubro-negro foi extremamente eficiente e contou com uma atuação de almanaque de seu camisa 7. Everton Ribeiro marcou os dois gols da partida diante de seu antigo clube e fez valer a lei do ex em Minas Gerais. Contudo, os resultados da rodada não contribuíram e o time rubro-negro viu a equipe do Palmeiras conquistar o título do Brasileirão com uma rodada de antecedência.

O Flamengo entrou em campo no Mineirão a fim de deixar o Campeonato aberto para a última rodada. Logo no primeiro minuto, o rubro-negro teve uma boa chance. Após passe vertical,  Willian Arão tentou o domínio e bola sobrou para Uribe, que chutou cruzado. Fábio fez a defesa de forma segura. No lance seguinte, o time de Dorival Júnior abriu o placar. Arão lançou a bola pela direita para Éverton Ribeiro. O camisa 7 deu um drible espetacular em Egídio, e chutou quase sem ângulo para marcar um golaço e fazer valer a lei do ex em Belo Horizonte.

Embora o Cruzeiro não tivesse grandes pretensões no Campeonato Brasileiro, a equipe comandada por Mano Menezes levou o jogo bem a sério e começou a assustar o Flamengo na partida. Arrascaeta lançou Fred na área. O atacante fez o pivô e encontrou Robinho na área, que finalizou pra fora. Após bola cruzada na área. Dedé escorou de  primeira e abriu para Fred, que ajeitou bonito para Thiago Neves chutar forte, César foi seguro e encaixou o chute do jogador cruzeirense.

O segundo tempo começou com a mesma intensidade do primeiro. O cruzeiro buscava o ataque quando o Flamengo retomou a bola. Éverton Ribeiro limpou o marcador e se viu livre na entrada da área cruzeirense. O camisa 7 acertou um belo chute, para marcar o seu segundo tento na partida e ampliar o marcador no Mineirão.

A melhor chance cruzeirense na partida veio aos 32 minutos. Após jogada trabalhada pelo Cruzeiro no ataque. A bola ficou quicando na área e sobrou para David chutar de mansinho, o atacante só não contava com a presença de Pará, que salvou em cima da linha. No lance seguinte, Edilson acertou um chutaço de fora da área e obrigou César a fazer mais uma boa defesa em uma grande atuação do arqueiro rubro-negro.

0 comentários