30/05/16 - 17:01

Hernane: “Quero continuar no Bahia”

A diretoria do Flamengo está sondando o retorno de Hernane Brocador para a disputa do Campeonato Brasileiro. O clube tem pressa para contratar o atacante para ser o substituto imediato de Paolo Guerrero, que está com a Seleção do Peru, para a disputa da Copa América Centenário. O Rubro-Negro aguarda uma decisão da Corte Arbitral do Esporte, após sofrer calote do Al Nassr, da Arábia Saudita, referente à transferência do atleta em 2014. Porém tirar Hernane do Bahia não será fácil. Nada satisfeito com o assédio do Flamengo, o vice-presidente geral do Tricolor Baiano, Pedro Henriques, criticou a postura do Flamengo e afirmou que uma proposta de renovação já foi encaminhada ao empresário Paulo Pitombeira, já que o vínculo atual do atleta com o Bahia termina no final deste ano. 
"Primeiro a gente lamenta a postura do Flamengo. Porque se tem interesse, o correto de se fazer no futebol, e o Flamengo gosta muito de se colocar como o clube correto no Brasil, era procurar o Bahia, já que tem contrato com o jogador. Não só temos o contrato, como também 25% dos direitos econômicos e a opção de comprar mais 25%, renovando automaticamente o vínculo dele por mais dois anos. Estamos conversando com o empresário para exercer essa cláusula contratual".
Pedro Henriques disse que a diretoria do Flamengo pede para que os jogadores do atual elenco liguem para Hernane, com o propósito de convencê-lo a sair do Bahia.
"O correto não é pedir para jogador ligar para o Hernane ou forçar uma barra com o empresário do atleta e sim entrar em contato com o clube. O Bahia trabalha corretamente e afirmo que o Flamengo não nos procurou. O Hernane tem uma história bacana com o Flamengo, mas ele está feliz no clube,  serve de exemplo para os jogadores mais jovens, então não temos a mínima vontade de liberar o jogador. Se o Flamengo quiser pagar a multa e o Hernane quiser ir embora é uma outra situação".

Ao ser questionado se existe a possibilidade de fazer algum acordo, como troca de jogadores ou compensação financeira, ele foi taxativo
"O Bahia não faz negócio em relação a saída de Hernane Brocador, queremos que ele fique no clube". 
A negociação realmente não é simples e vai além do caso que está entregue à FIFA. Além de buscar entendimentos com o Bahia, que é detentor de 25% dos direitos sobre o jogador, o Flamengo terá de chegar a um acordo com o Mirassol, de São Paulo, clube “barriga de aluguel”, que é administrado pelo empresário Edson Antônio Ermenegildo, dono de 75% dos direitos sobre Hernane até 30 de agosto de 2018.
O atacante admitiu o interesse do Flamengo, mas pretende seguir no Tricolor Baiano. 
"Eu fico feliz pelo interesse do Flamengo, mas tenho contrato com o Bahia, estou bem aqui e quero cumprir meu contrato. Já falei com o meu empresário e ele sabe da minha vontade. Não estou fechando a porta para o Flamengo, mas quero continuar no Bahia". 
Hernane comentou sobre o momento difícil que o Flamengo enfrenta e a má fase do peruano Paolo Guerrero.
"Quando estive lá também tivemos um começo difícil, mas sabemos a força da torcida e os jogadores precisam ter foco total no Campeonato Brasileiro e esquecer das críticas. Quanto ao Guerrero é ter tranquilidade. infelizmente as coisas não estão dando certo para ele, mas é ter paciência porque o que tem que ser, vai ser".
Pelo Flamengo, Hernane Brocador conquistou a Copa do Brasil de 2013 e o Campeonato Carioca de 2014, marcando 45 gols em 87 jogos.
0 comentários