23/07/18 - 08:21

Rio de Janeiro

Jorginho exalta vitória do Vasco contra o Grêmio: “A equipe se manteve organizada e jogou com o coração”

Cruz-Maltino venceu a partida mesmo com um jogador a menos desde os 31 minutos do primeiro tempo

Por: Jéssica Duarte

Foto: Rafael Ribeiro/Vasco

NA GARRA! O Vasco venceu o Grêmio em São Januário no último domingo (22) e conquistou pontos importantes para a sequência do Campeonato Brasileiro. Após a partida, o técnico Jorginho concedeu entrevista coletiva e exaltou a vitória do Cruz-Maltino. O clube carioca venceu o jogo mesmo com um jogador a menos desde os 31 minutos do primeiro tempo, quando Henrique foi expulso.

– Só queria ressaltar que até a expulsão a gente viu o Grêmio mantendo a posse de bola. Mas o início do jogo foi fantástico, equipe muito criativa, trabalhando as viradas de bola. Tivemos infelizmente a expulsão. Quando a gente perde um atleta todos precisam se doar mais e foi isso que aconteceu. A equipe se manteve organizada e jogou com o coração. Pela entrega, vimos jogadores como o Ríos vindo marcar.

Jorginho destacou a importância de Paulão para o elenco, mesmo sem ter entrado em campo. Ele afirmou que o zagueiro ajudou dando sua opinião. O técnico Vascaíno também ressaltou a importância de Breno para a zaga e confirmou que o defensor não joga contra a LDU, pela Copa Sul-Americana.

– Eu preciso ouvir meus jogadores. Pensei em uma substituição, e o Paulão me disse para não trazer a equipe para trás. O Thiago Galhardo tem uma transição ofensiva com qualidade. Trouxe o Ricardo para a esquerda e o Luiz para zagueiro. A substituição não era para entrar com o Paulão, mas sim com um volante, mas perderíamos ofensivamente. A gente continuou com uma linha de quatro ofensiva e ganhamos a posse de bola. O Breno é um jogador de altíssimo nível técnico. Hoje muito mais maduro, experiente e focado no profissionalismo dele. A gente sabe o que ele passou na Alemanha. Agora, Requer cuidados pelo longo período parado.

Na última partida do Vasco, contra o Fluminense, Jorginho ouviu muitos gritos de “burro” por boa parte da torcida em São Januário. Dessa vez o clima foi outro. Os torcedores aplaudiram e concordaram com as mudanças do técnico. Para ele, essa atitude foi muito boa.

– Feliz de não ter ouvido burro hoje (risos). É um relacionamento de amor e ódio. Tenho um respeito muito grande por essa torcida. Fui jogador aqui. Não deixei de ser campeão quando passei por aqui. Conversávamos no jogo passado sobre não dar ouvidos ao que falam de você. É saber quem você é e quem o Vasco é. Temos potencial. Jogaram com raça, mas teve qualidade também. A equipe entendeu quem ela é. Isso foi importante. Existem muitos bons times, mas não existe bicho-papão.

O próximo compromisso do Vasco é contra a LDU, pela Copa Sul-Americana, na quarta-feira (25), às 19h30. 

0 comentários