15/01/16 - 22:26

Marcelo Mattos: “Estou feliz por voltar ao Rio de Janeiro, jogar por um grande clube e espero retribuir dentro de campo”

Rescisão de contrato com o Botafogo, poucos jogos no Vitória da Bahia e, assim como o Vasco, que foi rebaixado para Série B, Marcelo Mattos não teve um bom ano em 2015. De volta ao Rio de Janeiro e retornando para perto da família, o volante projeta um recomeço no Gigante da Colina e, do passado, só quer voltar a ser o jogador que se destacou no rival Botafogo, em 2010.
"O ano foi ruim para o Vasco, para mim também. Tive que ir para a Bahia, deixei uma filha de 16 anos no Rio para terminar os estudos… É um recomeço. Estou feliz por voltar ao Rio de Janeiro, jogar por um grande clube e espero retribuir dentro de campo. Dá para ser o Marcelo Mattos de 2010. Vou continuar treinando, melhorar a parte física, e fazer o meu melhor. Se conseguir, vou cair nas graças da torcida vascaína."
Em 2015, após cinco anos no Botafogo, Marcelo Mattos perdeu espaço e teve que entrar em acordo para rescisão de contrato. O volante acredita que o tempo que ficou parado foi determinante para seu baixo rendimento no Vitória, onde disputou apenas 10 jogos e não marcou nenhum gol. A última partida do atleta foi no dia 12 de setembro.
"Saí do Botafogo e fiquei 45 dias parado, sem jogar. Naquela de entrar em acordo. Quando cheguei ao Vitória, fiz uma semana de treinos e fui para o jogo no meio do campeonato. Os jogadores estavam voando e não consegui acompanhar. Fui cobrado por isso, até pela torcida, mas pude dar minha contribuição para que o Vitória voltasse para Série A."
Nas primeiras atividades em Pinheiral, o volante figurou entre os titulares, porém, nesta sexta-feira, foi sacado para entrada do paraguaio Julio dos Santos. Marcelo não se incomodou com a situação e afirmou que precisa estar preparado para quando as oportunidades aparecerem.
"Estou chegando agora, começando a conhecer os companheiros. Tenho que ter na cabeça que tenho que estar preparado quando surgir a oportunidade. Sei que ela vai aparecer, são muitos campeonatos. Quem for bem, vai se manter na equipe."
Com a experiência de ter disputado a Série B em 2015, o volante alertou para as dificuldades da competição.
"O campeonato é difícil. A Segunda Divisão tem um jogo mais truncado, mais forte, de mais marcação."
O Vasco estreia no Campeonato Carioca no dia 31/01 (domingo), contra o Madureira, às 17h, em São Januário.
0 comentários