31/05/17 - 23:58

Mesmo com erro grave de bandeirinha, Botafogo empata com Sport e avança na Copa do Brasil

Com o resultado positivo de 2 a 1, no Estádio Nilton Santos, o Botafogo levava a vantagem contra o Sport para o Recife, nesta quarta-feira (31). O alvinegro precisava de apenas um empate contra o rubro-negro para avançar às quartas de final da Copa do Brasil.
Jogar na Ilha do Retiro, nunca é fácil. Porém, o Botafogo tratou de mostrar o contrário e no primeiro tempo jogou de forma consciente e teve as melhores chances. Sem sofrer sustos do Leão, o glorioso é quem levava mais perigo. Tanto levou, que aos 12 minutos, João Paulo deu belo passe para Roger, que driblou o zagueiro e tocou por cima do goleiro Magrão, ampliando a vantage, do Botafogo. Minutos depois, Pimpão arriscou um belo chute de fora da área e a bola bateu no travessão.
A polêmica ficou por conta de um gol mal anulado a favor do Botafogo. Em contra-ataque, Roger toca para Pimpão, livre na área empurrando para a rede. Porém, a bandeirinha Tatiane Camargo, marcou impedimento. A posição era legal, pois Pimpão estava muito atrás da bola.
No segundo tempo, a história ganhou contornos dramáticos para o Botafogo. O glorioso mantinha o seu ritmo e ficou com um a mais em campo, quando Rogério deu uma solada no rosto de João Paulo. Porém, aos 22 minutos, em escanteio, Durval subiu mais que zaga alvinegra e empatou a partida. O Sport precisava de apenas mais um gol para levar a decisão para os pênaltis.
Mesmo com um a menos, o Leão foi para o tudo ou nada. Vanderlei Luxemburgo tirou o lateral Fabrício e colocou o atacante Marquinhos para tentar o gol da virada. A pressão persistiu, mas o Botafogo conseguiu segurar o resultado e avançou na Copa do Brasil.
Palinha do Apolinho:
– O Botafogo poderia ter vencido o jogo. Até com um a mais, poderia ser fácil. Mas o treinador optou por se defender. Era uma tática arriscada, o campo estava prejudicado, onde tudo podia acontecer. 
José Carlos Araújo comandou a partida. Confira:

0 comentários