27/06/18 - 08:20

Rio de Janeiro

Oposição do Vasco tenta entrar em sala da presidência em São Januário

Polícia foi acionada para evitar grandes confusões

Por: Jéssica Duarte

Foto: Paulo Fernandes/Vasco

O clima político em São Januário continua a todo vapor. Se os torcedores achavam que teriam paz com o recesso para a Copa do Mundo, se enganaram. Nesta terça-feira (26) o vice-presidente geral, Elói Ferreira, tentou entrar na sala da presidência, mas a encontrou trancada. Após muita confusão, a polícia foi acionada pela equipe de segurança do clube carioca. Os funcionários foram liberados mais cedo. Membros da diretoria foram até à 17ª Delegacia (São Cristóvão) para esclarecer o chamado. 

Alexandre Campello, presidente do Vasco, viajou para a Rússia e deixou a sala trancada. O presidente do Conselho Deliberativo e líder do “Identidade Vasco”, Roberto Monteiro, entendeu que Campello se licenciou da presidência. Com isso, nomeou Elói Ferreira como interino. Porém, antes de viajar, Campello protocolou um documento nomeando o vice-presidente de Finanças, João Marcos Amorim, como mandatário interino.

O presidente Vascaíno só retorna ao Brasil no dia 17 de julho. Com base em diversos artigos do estatuto, cada lado da história interpreta de maneira diferente a desocupação na presidência. Os Membros da “Identidade Vasco” não reconhecem a nomeação de Amorim e entendem que Elói deve assumir a presidência. Ambos estavam em São Januário na tarde conturbada da última terça-feira.

0 comentários