05/07/16 - 09:50

Peter Siemsen define perfil de jogador “extra-série” para reforçar Flu e busca entendimentos com Dátolo, do Atlético-MG

O presidente Peter Siemsen está tentando a contratação de um jogador "extra-série" para acalmar a torcida do Fluminense após a saída do atacante Fred. O meia Jesus Dátolo, de 32 anos, voltou à pauta do dirigente tricolor. O salário de R$ 350 mil com luvas recebido pelo argentino no Atlético-MG é considerado fora da realidade financeira do clube. Peter Siemsen tenta reduzir o valor para R$ 250 mil mesmo com a brecha na folha salarial de R$ 800 mil para fazer uma contratação impactante. 
O Fluminense já procurou os representantes do jogador, ainda não formalizou proposta, mas já tomou conhecimento que tem fortes concorrentes pelo argentino: Palmeiras, Santos e Tigres, do México. Peter Siemsen não fala abertamente em Dátolo, mas admite a busca por um “camisa dez”. Levir Culpi tem à disposição no elenco os meias Dudu e Gustavo Scarpa. Caso resolva recorrer a base, o treinador tem os jovens Danielzinho e Matheus Alessandro. Levir treinou Dátolo no Galo por dois anos, em 2014 e 2015.
O ambiente no Flu não está nada bom após os últimos resultados. Mesmo com a vitória contra o Flamengo, há duas semanas, o Tricolor não conseguiu emplacar uma sequência de bons resultados e tem irritado a torcida. Na sexta-feira passada, um grupo de 15 torcedores protestaram no CT do clube pelo irregular Brasileiro. O Tricolor está na 12ª posição e enfrenta o Vitória no domingo, no Barradão, às 19h30. Antes, tem compromisso pela Copa do Brasil: amanhã, encara o Ypiranga no Raulino de Oliveira, pelo jogo de ida da terceira fase do torneio.
Matérias relacionadas:
0 comentários