03/01/16 - 17:23

Presidente explica processo de contratação de sul-americanos para 2016

Depois das férias, o elenco do Botafogo se reapresenta com caras novas para a temporada 2016. Até agora seis nomes estão confirmados e outros estão em processo de negociação. O planejamento da diretoria é contar com 30 atletas no time profissional. Em entrevista exclusiva no Super Futebol Tupi deste domingo (03), o Presidente Carlos Eduardo Pereira considera que o processo está acontecendo dentro uma normalidade, apesar das dificuldades financeiras do clube.
"O mercado é complicado. Quando existe uma limitação orçamentária, como é o caso do Botafogo, é necessário negociar mais. O diálogo é maior com os parceiros. Nem sempre esse diálogo tem o resultado no tempo que imaginamos. De um modo geral, o conjunto que vai se reapresentar amanhã em General Severiano dá para o Ricardo iniciar um bom trabalho na pré-temporada", analisou o dirigente, que explica como foi o processo de contratação de jogadores vindos do futebol da América do Sul.
"Toda contratação pode ou não dar certo. O futebol não é uma ciência exata, envolve adaptação, conjunto, comportamento e outros fatores que podem interferir negativamente. Os critérios adotados se basearam em desempenho. Para esse ano o Antônio Lopes propôs, e a diretoria aceitou formar uma espinha dorsal composta de jogadores de mais qualidade, e em função de limitação de gastos, nós fomos buscar no mercado sul-americano. Procuramos jogadores com melhores desempenhos nos seus campeonatos nacionais, se foram ou não convocados para as seleções de seus países, recebemos avaliações por parte de jornalistas e torcedores do Botafogo que nos indicaram nomes. Depois, uma avaliação técnica até a negociação com os clubes, empresários e os próprios atletas", explicou.
De acordo com Carlos Eduardo Pereira, o clube ainda aguarda a documentação da Federação Equatoriana para anunciar oficialmente o volante Pedro Larrea.
"Ainda temos uma dúvida com relação ao Pedro Larrea. Estamos aguardando o ok da Federação do Equador. Não vamos assinar nada enquanto não chegar a liberação. Dependendo dessa situação, poderemos tentar uma peça de reposição", afirmou.
O Botafogo fez uma proposta oficial ao São Paulo e ao lateral direito Luis Ricardo, que deixou o clube no fim de 2015. O São Paulo tem uma dívida de R$ 350 mil com o atleta, o que emperrou a negociação. Uma nova oferta foi feita. Além disso, o clube espera o acordo entre o lateral esquerdo Dener Assunção e Coritiba para confirmar a chegada do jogador.
0 comentários