08/01/16 - 20:36

Renan Fonseca prevê disputa acirrada por titularidade na zaga do Botafogo

Titular em 37 das 38 rodadas na campanha do título da Série B do Campeonato Brasileiro de 2015 e com contrato renovado com o Botafogo, Renan Fonseca ganhou novos companheiros de zaga para atual temporada. Chegaram ao clube o argentino Joel Carli, de 1,91m de altura, e Emerson Silva, de 1,86. Na primeira atividade do ano, o gringo foi o escolhido para formar dupla com o remanescente. O zagueiro evitou falar em titularidade, disse que o trabalho ainda está no início e afirmou que, independente de quem forme a defesa alvinegra, o importante é ajudarem o Glorioso.
"É o começo de um trabalho. A gente está fazendo vários testes físicos, foi o primeiro treino tático. Cada zagueiro tem a sua característica. Aos pouquinhos, a gente vai se conhecendo, vai se entrosando. E eu espero que a dupla que for formada dê conta do recado e sofra menos gols possíveis para ajudar o Botafogo."
Pela primeira vez Renan Fonseca irá disputar a elite do futebol brasileiro. O zagueiro revelou ser um sonho disputar a Série A e vê o Campeonato Carioca como um grande teste para o time.
"Primeiramente vai ter o carioca, já vai ser um grande teste para gente. Se não formos bem aqui, não sabemos como vai ser a Série A. Mas estou muito otimista. Era uma meta minha disputar a Série A, eu vejo com bons olhos. Vou realizar um sonho e vou me doar ao máximo para fazer um excelente campeonato e chegar o mais longe possível com o Botafogo."
Por conta dos salários mais acessíveis, o Glorioso vem investindo em jogadores sul-americanos. São os casos do meia boliviano Damián Lizio e do meia argentino Gervasio Núñez, fora o volante equatoriano Pedro Larrea, que o clube só aguarda a documentação da federação equatoriana de futebol para confirmar a contratação. Além dos gringos, o Botafogo também fechou com o volante Bruno Silva e o lateral-esquerdo Diogo Barbosa. Renan Fonseca, que já conhece bem o clube, quer ajudar na adaptação dos novos companheiros.
"A gente tem essa responsabilidade de estar agregando o pessoal que está chegando, principalmente o pessoal que vem de outro país. Às vezes eles têm um certo receio e a gente tem essa função. Acredito que não vai ter nenhuma dificuldade. O perfil não pode ser diferente do que foi ano passado."
Por conta das Olimpíadas Rio 2016, o Botafogo não poderá contar com o Estádio Nilton Santos. Renan Fonseca lamenta, mas afirma que o time precisa se adaptar, pois independente de onde irão jogar, serão cobrados.
"Com certeza é um problema. Quando se tem o próprio estádio, sempre se está jogando nele, se cria uma identificação, se conhece os atalhos do campo, o torcedor comparece. Mas cabe a nós nos adaptar, dar o nosso melhor, que independente do campo, a gente será cobrado."
O Botafogo estreia no Campeonato Carioca no dia 30 de janeiro (sábado), contra o Bangu, às 17h, em Moça Bonita. Lembrando que o estádio ainda depende de laudo para ser liberado.
0 comentários