10/01/16 - 17:00

São Januário se torna opção para o Botafogo no Campeonato Estadual

Caio Martins não deverá ser usado pelo Botafogo no início do Campeonato Estadual. Após vistorias realizadas durante a última semana ficou constatado que o estádio possui muitos problemas estruturais e será necessário um enorme investimento para a revitalização. A arquibancada, por exemplo, situada na rua Lopes trovão está comprometida. Banheiros estão sem condições. O preço do orçamento para solucionar os problemas com iluminação foi considerado caro, o que dificulta a realização de jogos noturnos. Devido a crise financeira do país, a diretoria não conseguiu arrecadar junto a empresas privadas os investimentos suficientes para a realização das obras. 
Em setembro de 2015, o presidente do Botafogo, Carlos Eduardo Pereira, e o prefeito de Niterói, Rodrigo Neves, assinaram um termo de cooperação para a revitalização do Caio Martins. A intenção era usá-lo neste ano, uma vez que o Estádio Nilton Santos será cedido ao Comitê Olímpico Internacional (COI) para a realização das Olimpíadas. A previsão inclusive era contra a Portuguesa-RJ na segunda rodada do Estadual jogar lá.
Para a reforma da arquibancada existente e a instalação de duas novas estruturas atrás dos gols, o Botafogo calculou investir cerca de R$ 15 milhões. Foi feita uma reforma no gramado e a capacidade do estádio pularia de 5 mil para cerca de 15 a 18 mil pessoas, apesar do acordo com a Prefeitura de Niterói prever que apenas 12 mil ingressos fossem colocados à venda. Posteriormente, a intenção era mandar as partidas com times de menor investimento para 5 mil pessoas. 
Na próxima terça-feira, às 14h, o presidente Carlos Eduardo Pereira vai participar de um arbitral na Federação de Futebol do Rio de Janeiro (FERJ) com outros dirigentes Alvinegros. Em pauta a questão dos estádios. O bom relacionamento com o presidente Vasco, Eurico Miranda, deve facilitar os jogos do Glorioso em São Januário. Pela distância e a pouca presença de público, Volta Redonda e Macaé não são opções vistas com bons olhos. O estádio do América, em Edson Passos, pode se tornar uma alternativa. Juiz de Fora, conhecida como reduto de Botafoguenses agrada a diretoria. 
0 comentários