17/07/16 - 08:37

Segurança do Bota age bem na abertura na Arena e clube não deve ser punido por atitudes de torcedores

Na abertura da Arena da Ilha, antigo estádio Luso Brasileiro, o Botafogo se livrou de dois indigestos problemas: uma derrota para o maior rival e uma eventual perda de mando de campo. Após estar perdendo por 3 a 1 para o Flamengo, o Alvinegro conseguiu empatar com dois jogadores que vieram do banco, Salgueiro e Neílton, e não estragou a festa. Já fora de campo, a equipe de segurança da nova casa do Bota identificou os dois torcedores que arremessaram objetos (tênis e copo) em campo. Dessa forma, não deve ser punido com partidas longe da arena localizada na Ilha do Governador.
Os ocorridos extra-campo foram relatados na súmula do árbitro Flávio Rodrigues de Souza (ASP-FIFA) que errou ao escrever o nome do Alvinegro. Em suas anotações é possível notar que o juiz responsável pela partida confundiu os nomes de Fla e Bota. Flávio Rodrigues chama os dois times de "C.R." (Clube de Regatas), sendo que apenas do Rubro-negro tem essa nomenclatura; o Glorioso utiliza "Futebol e Regatas" no fim. 
Confira a súmula:
"AOS 23 MINUTOS DO 1°TEMPO, NA COMEMORAÇÃO DO GOL POR PARTE DA EQUIPE DO C.R.FLAMENGO A TORCIDA DO C.R.BOTAFOGO ATIROU UM TÊNIS EM DIREÇÃO AO GRAMADO.
AOS 12 MINUTOS DO 2°TEMPO, NA COMEMORAÇÃO DO GOL POR PARTE DA EQUIPE DO C.R.FLAMENGO A TORCIDA DO C.R.FLAMENGO ATIROU VÁRIOS COPOS EM DIREÇÃO AO GRAMADO.
AOS 37 MINUTOS DO 2°TEMPO, NA COMEMORAÇÃO DO GOL POR PARTE DA EQUIPE DO C.R.BOTAFOGO A TORCIDA DO C.R.BOTAFOGO ATIROU UM COPO EM DIREÇÃO AO GRAMADO.
EM TODAS AS SITUAÇÕES ACIMA, ENTREGUEI OS OBJETOS AO 4°ÁRBITRO QUE POR SUA VEZ ENTREGOU AO DELEGADO DA PARTIDA NO QUAL REPASSOU AO JET (JUIZADO ESPECIAL DO TORCEDOR) NO FINAL DA PARTIDA"
0 comentários