06/06/16 - 12:19

Zé Ricardo lamenta expulsão de César Martins, mas o isenta por culpa por derrota e o elogia: “jogador bastante empenhado”

A derrota para o Palmeiras por 2 a 1 significou o primeiro revés de Zé Ricardo no comando técnico interino do Flamengo. Depois de duas vitórias consecutivas, o treinador viu sua equipe ser batida em Brasília, no Estádio Mané Garrincha. Na visão de Zé Ricardo, um lance foi capital para a derrota: a expulsão de César Martins, no segundo tempo. Mais do que o pênalti em si cometido pelo zagueiro, o fato de perder um zagueiro faltando 25 minutos para o término do jogo enfraqueceu definitivamente um time que já havia cometido falha defensiva no primeiro gol do Palmeiras. Apesar de tratar o cartão vermelho como determinante para o resultado, o treinador não crucificou César e, ainda por cima, o elogiou bastante.
"Partida muito difícil, enfrentamos um adversário muito forte, com jogadores bastante talentosos. Acredito que no segundo tempo fizemos partida melhor que no primeiro. No momento em que estávamos melhor, ocorreu a expulsão. É muito difícil jogar com 10 contra uma equipe contra o Palmeiras", disse.
"Foi um lance muito rápido, tentou fazer o melhor com certeza. Os atletas têm se mostrado bastante dedicados. Independentemente do que tinha que ter feito ou não, o César buscou fazer o certo. O César tem se mostrado um jogador bastante empenhado desde que foi solicitado para voltar. Foi muito importante nessas três partidas, mas temos que continuar trabalhando porque o Brasileiro está apenas começando, e eu vejo nosso time com bom potencial técnico".
Contra o Palmeiras, Zé Ricardo novamente mostrou sensibilidade tática para formar um time titular de acordo com as características do adversário. Antes do jogo, ele havia previsto um jogo aberto, devido ao estilo de jogo de Cuca. Até por isso, foi a campo com Everton e Fernandinho, dois pontas agudos e incisivos. Porém, dessa vez, a tática não deu certo. A dupla parecia perdida e não tiveram tarde feliz.
"Eles procuraram fazer o que pedi, mas na verdade a gente entendeu que a sequência é muito desgastante, ainda mais com o Flamengo, que faz muitas viagens. Esse é o terceiro jogo que fazemos o segundo tempo com 10 jogadores. Contra o Vitória, pegamos um gramado pesado. O que valeu foi a hombridade deles e o caráter até o final. Mesmo com um a menos, mantivemos dois atacantes até o fim, mas não deu, e o Palmeiras tocou bem a bola", afirma.
Zé Ricardo procurou desconversar sobre seu futuro no cargo de treinador do Fla. O comandante optou por projetar o próximo jogo e exaltou o elenco rubro-negro.
"Uma coisa posso falar: nosso grupo de atletas tem muito valor. O que aconteceu hoje é que a gente enfrentou uma grande equipe, uma postulante ao título também. Muita coisa vai acontecer, teremos uma semana cheia para enfrentar o Figueirense no domingo que vem", comenta.
A derrota fez o Flamengo cair uma posição na tabela. Agora, figura na quinta colocação com os mesmos dez pontos de antes. Na próxima rodada, o Rubro-Negro enfrenta o Figueirense no domingo, no Orlando Scarpelli, às 16h.
0 comentários