18/08/18 - 13:48

Alunas denunciam abuso em unidades de rede particular de ensino

Assessoria do colégio afirma que está apurando as informações para que as medidas necessárias sejam tomadas

Por: Jenifer Alves

Diversas estudantes do colégio Pensi foram às redes sociais denunciar casos de assédio dentro das unidades. O movimento ganhou força nesta sexta-feira (17) quando o assunto virou um dos tópicos mais comentados no Twitter. A hashtag #AssedioeHabitonoPensi chegou a ficar em primeiro lugar dos assuntos mais postados.

Cartaz colado por alunas da unida de Madureira. Foto: Reprodução

De acordo com as denúncias, alguns professores mandavam mensagens para as alunas e se referiam às mesmas com palavras de baixo calão. Em um áudio publicado pelas estudantes, um dos docentes estaria assediando uma das alunas.”Só abusando de você, tadinha.” Diz o homem na mensagem que teria sido enviada em 2016.

Aluna fala sobre a conduta de um dos professores. Foto: Reprodução

Rebeca Lima, de 19 anos e ex-aluna da rede, afirma que já sofreu assédio dentro do colégio por parte de um dos professores. Na ocasião, ela teria sido encurralada e conseguiu escapar após a chegada de outro estudante.

As denúncias teriam sido incentivadas por uma professora que se posicionava contra a situação na unidade de Madureira. Segundo as alunas que participavam do movimento, a educadora teria sido afastada por aconselhá-lhas a procurarem medidas eficazes contra os assediadores.

A rede Pensi respondeu às denúncias e afirmou que é contra todo tipo de preconceito e assédio. De acordo com a assessoria, os casos serão analisados para que as medidas necessárias possam ser tomadas. Referente ao afastamento da professora, a instituição informou que a docente não foi demitida, mas por motivos de saúde e após acordo com a escola, está afastada. Porém, continua ligada à rede.

Confira a nota da rede Pensi na íntegra:

A escola esclarece que repudia qualquer tipo de assédio e discriminação. Essa é uma questão relevante e atual que tratamos com nossos colaboradores e alunos, prezando pelo respeito e diálogo. A instituição informa que está apurando os fatos internamente para tomar todas as medidas necessárias, já que tais condutas relatadas não refletem a cultura da escola. Todas as denúncias serão checadas e devidamente tratadas com a responsabilidade e seriedade que a situação exige.

0 comentários