07/06/17 - 16:55

Botijão de gás pode ficar mais caro

A Petrobras anunciou na manhã desta quarta-feira (7) o reajuste de 6,7% nos preços do GLP, o gás de botijão residencial. O diretor de refino da Petrobras, Jorge Celestino, informou que o botijão residencial passará a ter revisões mensais, em uma política semelhante a já adotada para a gasolina. Segundo o executivo, as variações de preços, para cima ou para baixo do produto, vão ocorrer sempre a partir do dia 5 de cada mês. O reajuste vai considerar a cotação de mercado do metano e do propano, insumos do GLP. O presidente da Petrobras, Pedro Parente, explicou que o botijão era o último combustível que ainda não tinha uma política de preços definida. Ele confirmou que a revisão dos valores da gasolina e diesel será mantida.
0 comentários