06/08/18 - 15:25

Cármen Lúcia pede respeito durante nossa sessão sobre a descriminalização do aborto

Relatora da ação, Rosa Weber, afirmou que discussão é uma questão de saúde pública

Ministra afirmou que questão deve ser discutida com respeito. Foto: Reprodução

A ministra Cármem Lúcia, do Supremo Tribunal Federal (STF), pediu respeito nas sessões para discutir a descriminalização do aborto ao reabrir o debate nesta segunda-feira (6). O objetivo da Casa é reavaliar a interrupção da gravidez até a 12ª semana de gestação. A presidente do STF afirmou que o ambiente foi criado com o “intuito exclusivo” de ouvir especialistas que representam segmentos da sociedade.

Ao assumir a direção das discussões, a ministra Rosa Weber, relatora da ação, pede mudanças na lei penal sobre o aborto. Ela contou que o objetivo das audiências é ouvir os diferentes pontos de vista sobre o tema. Segundo a ministra, o assunto “perpassa questões de ordem ética, religiosa, moral e de saúde pública”. O mestre e doutor em Bioética e Teologia Moral na Academia Alfonsiana em Roma, Dom Ricardo Hoerpers, bispo de Rio Grande, no Rio Grande do Sul, afirmou que a defesa da vida não é sobre ser “fanático religioso”.