21/07/18 - 11:09

Coinpol investiga policial que tirou fotos ao lado de presos

Agente posou com o "Dr. Bumbum", Rogério 157 e Naldo Benny

Foto: Reprodução

A Corregedoria da Polícia Civil (Coinpol) vai apurar a conduta da policial civil Miriam Glória Carvalho dos Santos que posou para foto ao lado do médico Denis César Barros Furtado, o “Doutor Bumbum”, e da mãe dele Maria de Fátima Barros Furtado, presos na última quinta-feira (19) pela morte de Lilian Calixto, de 46 anos, após se submeter a um procedimento estético com o médico.

A policial já responde a uma sindicância na Coinpol por ter feito “selfies” com o traficante Rogério Avelino da Silva, o “Rogério 157”, e com o cantor Naldo Benny, em dezembro de 2017, quando foram presos. Além de Miriam, as agentes identificadas somente como Roberta e Daiana, também prestaram depoimentos ao Órgão no caso da selfie com Rogério 157.

O procedimento apura duas possibilidades, sendo elas se exibir em local público ou manter relação de amizade com pessoas de má reputação, cuja pena é de 1 a 15 dias de suspensão, ou desrespeitar os direitos e garantias individuais dos presos com punição de 41 a 90 dias.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

0 comentários