13/07/16 - 11:42

Condomínios terão conta de água individual

Foi sancionado, nesta terça-feira (12), pelo presidente em exercício, Michel Temer (PMDB) a lei que obriga os condomínios terem medidores individuais de água. A nova lei tem como objetivo incentivar a economia de água, e também fazer com que os moradores paguem um valor justo na sua conta de água, pois o hidrômetro permitirá medir o consumo de cada apartamento, dividindo apenas o consumo em áreas específicas.
Para Flávio Amary, presidente do Sercovi-SP (Sindicato da Habilitação de São Paulo), a sanção da nova lei é “um avanço” e também “positiva”. E ainda afirma: “Os medidores individuais trazem redução de água e garante mais justiça. Aquela pessoa que mora sozinha deixa de pagar a mesma conta de uma família com quatro ou cinco pessoas”. Segundo o presidente, as instalações dos hidrômetros individuais trazem benefícios para o imóvel, “O equipamento ajuda, por exemplo, a identificar quando há algum vazamento”, e completa que é muito comum os empreendimentos de hoje optarem por esse tipo de medição, pois faz agregar valor ao imóvel, reduzindo o custo do condomínio.
O advogado Otávio Vargas Valentim, de 44 anos, que é subsíndico de um prédio na zona sul da capital paulista, diz que é “a melhor opção” para os condomínios. O prédio onde Valentim mora tem um apartamento por andar e conforme ele informou, os relatórios apontam que as contas de água têm variações entre R$ 100 e R$400. Para o subsíndico os medidores coletivos incentivam o desperdício de água “Paga-se o mesmo valor de um banho de cinco minutos ou de uma hora, então as pessoas acabam abusando” e diz que os medidores individuais são mais justos, “cada um paga pelo que usa”.
O subsíndico alerta que, caso alguém presencie o consumo fora da média, o condomínio não poderá “Intervir diretamente na família”, “o importante é trabalhar na conscientização na mudança de hábito”.
0 comentários