19/07/18 - 13:43

Conselho Regional de Medicina do DF cassa o registro do Dr. Bumbum

Em 2016, médico já havia sido interceptado por três meses

Foto: Reprodução

Em um processo ético-profissional, o registro do médico Denis César Barros Furtado, o “Dr. Bumbum”, foi cassado pelo Conselho Regional de Medicina do Distrito Federal (CRM-DF). Segundo o órgão, a decisão vai ser submetida ao Conselho Federal de Medicina (CFM).

O médico, que está foragido da Justiça, é acusado de ocasionar a morte da bancária Lilian Calixto, de 46 anos, após realizar em seu próprio apartamento um procedimento de bioplastia.

Ainda de acordo com o órgão, o “Dr. Bumbum” foi alvo de interdição cautelar para o exercício da profissão, em março de 2016. Denis ficou três meses suspenso.

0 comentários