31/05/17 - 14:38

Delegados são mortos em boate de Florianópolis

Na madrugada desta quarta-feira (31), dois Delegados Federais do Rio de Janeiro foram assassinados em Florianópolis. Um dos agentes, Adriano Antônio Soares, de 47 anos, foi o responsável pela abertura do inquérito que apura a morte do ministro Teori Zavascki, vítima de um acidente aéreo em janeiro. 

Adriano e o Delegado Elias Escobar, de 60 anos, estavam em Florianópolis para um curso da instituição. Os dois foram mortos a tiros dentro de uma boate, no bairro Estreito, área continental da capital de Santa Catarina, após se desentenderem com um comerciante. 

Os dois delegados teriam chegado ao local de táxi e um comerciante teria entrado logo em seguida, começando uma intensa troca de tiros. Um dos agentes morreu no local e o outro foi levado por um taxista ao Hospital Florianópolis, mas não resistiu aos ferimentos. O comerciante, também baleado, foi levado para o mesmo hospital onde segue internado.

Mesmo ferido, o comerciante ainda teria atirado contra o táxi onde estava o delegado, de acordo com informações da PM. O caso é investigado pela Delegacia de Homicídios da Policia Civil com a Polícia Federal. Outros dois homens estariam envolvidos na briga e estão sendo procurados pela policia. O motivo da discussão na boate ainda esta sendo investigado. 

Em nota, a PF disse lamentar a morte de dois delegados que atuavam em Angra dos Reis e Niterói, e estavam na cidade participando de uma capacitação interna.
0 comentários