11/11/18 - 13:23

Deslizamento em Niterói já deixa 14 pessoas mortas

Prefeito de Niterói diz que a região não foi definida como prioritária porque não apresentava “risco geológico”

Os corpos de mais quatro vítimas foram encontrados na madrugada deste domingo (11), 24 horas após o deslizamento de uma maciço atingir imóveis no Morro da Boa Esperança, em Niterói, Região Metropolitana do Rio. O número de mortos no local subiu para 14, entre eles um bebê. Outras onze pessoas foram resgatadas com vida,  incluindo três crianças e duas idosas.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O trabalho de retirada dos escombros continuou nesta manhã. Segundo os bombeiros, uma mulher foi retirada morta dos escombros por volta da 1h30, e os corpos de três jovens foram resgatados às 4h45. De acordo com a equipe de resgate, os corpos estavam embaixo de uma laje, o que dificultou a retirada. Parte da comunidade local afirmou ainda que as causas da tragédia já eram motivo de preocupação para os moradores da região há alguns anos.

Durante uma coletiva concedida neste domingo (11), Rodrigo Neves (PDT), prefeito de Niterói, disse que a região não foi definida como prioritária no mapeamento de risco do Departamento de Recursos Minerais do Estado do Rio de Janeiro, porque não apresentava “risco geológico”. O governante também afirmou que a população afetada pela tragédia entrará, em caráter de urgência, no programa de aluguel social do governo até que eles consigam se reerguer.

Foto: Reprodução/Redes Sociais

O prefeito Rodrigo Neves (PDT) ainda postou em suas redes sociais, na última semana, uma foto em que ele dizia  investir pesado nas áreas de risco, pedindo “bumba nunca mais”.

“Hoje pela manhã vistoriei a construção + 280 unidades habitacionais de interesse social na região da Ititioca.Nos últimos anos investimos pesado estruturação Defesa Civil e em moradia digna para famílias em risco. Nenhuma tragédia ou ocorrência grave em 5 anos! Bumba nunca mais!”

Morro do Bumba é uma favela no bairro de Viçoso Jardim, em Niterói, que ficou conhecida em 2010 pela tragédia de um deslizamento de terra em que aproximadamente 267 pessoas morreram e milhares ficaram desabrigadas.

0 comentários