08/08/16 - 06:23

Em carta aberta, Dilma quer propor plebiscito sobre novas eleições

Para evitar o impeachment, a presidente afastada Dilma Roussef deverá apresentar uma carta aos senadores propondo um plebiscito pela realização de novas eleições, caso seja absolvida no julgamento que ocorre no fim do mês.  A previsão é que o documento chegue aos senado na quarta-feira (10).

Em entrevista à Folha de S. Paulo, Dilma diz se comprometer em apoiar o plebiscito sobre o tema caso reassuma o mandato. "Darei apoio integral à iniciativa de convocação de um plebiscito, com o objetivo de definir a realização de novas eleições e a reforma política no país", afirma.

Para a petista, a carta dá um “caminho de uma transição, de uma saída para o País”.  Ela ainda reitera que em razão da crise política vigente,  “estão tratando o presidencialismo como se parlamentarismo fosse. O parlamentarismo permite o voto de desconfiança. No presidencialismo, o impeachment, sem crime, é golpe", alfineta.  

Uma pesquisa feita pelo Instituto Data Folha apontou que a realização de novas eleições é o que prefere a maioria da população (62%). "Que o povo se manifeste, não só através de pesquisas de opinião, mas por meio do voto popular sobre a antecipação das eleições e reforma política", conclui a presidente. 
Supervisão: Rafael Cassimiro
0 comentários