25/08/18 - 14:21

Governo do Estado nega pouco empenho contra a violência

Comandante do Exército, disse que, após meses de Intervenção Federal, o governo local empenhou-se pouco em medidas para reduzir a violência

Foto: Tânia Rêgo/Agência Brasil

O governo do Rio de Janeiro negou, em nota, que tenha se empenhado pouco para reduzir os fatores que contribuem para o aumento da violência no Estado.

Na sexta-feira (24), em mensagem pelo Dia do Soldado, o comandante do Exército, general Eduardo Villas Bôas, havia dito que, após meses de intervenção federal na segurança pública do estado, setores do governo local empenharam-se pouco em medidas para reduzir os índices de desenvolvimento humano que propiciam a proliferação da violência.

Em nota, o governo do Rio reagiu, afirmando que, desde a implantação do Gabinete de Intervenção Federal, as forças de segurança atuam de forma integrada com as forças federais, atendendo a todas as solicitações feitas. “O governo do Rio comprou, com recursos próprios, 580 rádio-patrulhas para a PM intensificar o policiamento ostensivo no estado. Mais 170 patamos que vão ser entregues nas próximas semanas”, diz a nota.

No texto, o governo do Rio informa que quitou R$ 23 milhões de parcelas atrasadas do Regime Adicional de Serviço (RAS) e do Programa Estadual de Integração na Segurança (PROEIS) e que R$71 milhões foram usados para pagar o Sistema Integrado de Metas, que estava pendente, além de ter retomado o RAS em maio deste ano.

0 comentários