04/08/18 - 12:21

Homem que teve o braço amputado após ser ferido em sequestro não é aluno da UFRJ

Vítima foi feita refém após criminosos o abordarem

Alessandro Silva Ribeiro, de 42 anos, que teve o braço amputado após ser atingido por um tiro de fuzil não é estudante da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ). Segundo a assessoria da UFRJ, após o caso ser divulgado, a universidade apurou e constatou que a vítima não faz parte do seu corpo estudantil.

Policiais e traficantes trocaram tiros e o braço da vítima foi atingida. Foto: Reprodução

Apesar de Alessandro não estudar na UFRJ, a instituição manifestou solidariedade com o caso. “Lamentamos mais um ato de violência no Rio de Janeiro e desejamos o rápido restabelecimento da vítima”, diz em nota.  O jovem havia sido sequestrado e foi ferido durante uma troca de tiros entre os criminosos e policiais.

De acordo com informações, Alessandro chegou “praticamente sem braço” no hospital Getúlio Vargas. Ele foi encaminhado para uma cirurgia de emergência que durou pelo menos três horas, mas os médicos não conseguiram recuperar o membro. A situação dele é considerada delicada, mas o estado de saúde é estável

0 comentários