05/02/16 - 08:49

José Maria Marin paga 800 mil para manter prisão domiciliar nos EUA

O ex-presidente da CBF José Maria Marin aceitou pagar mais 200 mil dólares, cerca de 800 mil reais, para manter-se em prisão domiciliar enquanto aguarda seu julgamento nos EUA. Marin é acusado de embolsar milhões em propina nos contratos de transmissão da Copa América, Copa Libertadores e outros torneios organizados pela Conmebol.

0 comentários