06/06/17 - 11:51

Jovem é morto com golpe de taco de beisebol

O ex-assessor do deputado estadual Chiquinho da Mangueira, Raul Soares e o filho dele Lucas Soares são suspeitos de envolvimento na morte de um jovem golpeado por um taco de beisebol na zona norte. 
A vítima, o ator Eliton Torres, 23 anos, saiu na madrugada da última quinta-feira (2) para comemorar seu aniversário em São Cristóvão, bairro onde foi nascido e criado. Durante a comemoração, ele teria passado em frente a casa do assessor. Eliton antiga rixa com o filho do assessor, que também estava no imóvel. Houve confusão e Eliton foi violentamente agredido por Lucas Soares por um taco de beisebol.
O Delegado Fabio Cardoso da Delegacia de Homicídios diz estar otimista com o andamento das investigações do caso. “A DH da capital, desde que assumiu as investigações na tarde de ontem, ela obviamente está com equipes já atuando para apurar esse fato, identificar a dinâmica, identificar as pessoas envolvidas. Várias informações relacionadas a esse fato. Mais detalhes a gente está mantendo sob sigilo, só posso dizer nesse momento que eu estou muito otimista com essa investigação e espero em breve, rapidamente, apresentar resultados dessa investigação”. Disse o delegado.
O pai de Lucas, Raul Soares teria presenciado a briga, mas não impediu as agressões. Eliton foi levado para o Hospital Souzas Aguiar, no centro, mas não resistiu aos ferimentos. O deputado Chiquinho da Mangueira conta que assim que soube do caso, o exonerou o assessor.
“Ele errou quando ele ‘tava’ junto com o filho dele, fomentou a briga com o garoto, ameaçou as pessoas que estavam perto e disse que os dois tinham que se entender e que ninguém tinha que se meter. Ele como pai, ele não tinha o direito de fazer isso, pelo contrário, ele como pai tinha o dever de fazer o contrário, tirar o filho e pedir alguém pra levar o outro garoto ‘pra’ casa. Ele foi demitido porque ele como pai, ele não podia ter tomado a atitude que tomou.” Disse Chiquinho.
0 comentários