18/07/18 - 14:13

Lei que cria o Dia Marielle Franco contra o genocídio da mulher negra é sancionada por Pezão

Instituições públicas e privadas devem promover debates e palestras na data pra conscientizar sobre o assunto

O dia 14 de março foi escolhido como o dia Marielle Franco – dia da Luta contra o genocídio da Mulher Negra. A data marca o assassinato da vereadora Marielle Franco (PSol) e seu motorista, Anderson Gomes que foram mortos em uma emboscada no Estácio, Região Central do Rio. A determinação foi sancionada pelo governador Luiz Fernando Pezão nesta terça-feira (17) e publicada no Diário Oficial nesta quarta-feira (18).

Texto é de autoria da deputada estadual Enfermeira Rejane (PCdoB). Foto: Reprodução

A medida estabelece que instituições públicas e privadas promovam debates e palestras na data. O objetivo é incentivar a reflexão sobre o assassinato de mulheres negras no Brasil. De acordo com o Índice de Vulnerabilidade Juvenil à Violência de 2017, jovens desta etnia, com idade entre 15 e 29 anos têm o dobro de chances de serem mortas do que as brancas da mesma faixa etária. O estudo é desenvolvido pela Secretaria Nacional de Juventude (SNJ). O órgão trabalha ainda em parceria com o Fórum Brasileiro de Segurança Pública (FBSP).

0 comentários