25/08/18 - 14:30

Mais de mil registros de candidaturas para as eleições apresentam irregularidades

Um dos pedidos de impugnação foi contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva

Foto: Divulgação.

O Ministério Público Eleitoral (MPE) já identificou irregularidades em 1077 registros de candidaturas para as eleições deste ano. Em 310 casos estava configurada a “inelegibilidade chapada”, isto é, no próprio pedido de registro foram constatadas provas suficientes para se barrar a candidatura e, nesses casos, o MPE contestou as candidaturas.

Os dados são de um levantamento parcial do próprio Ministério Público e que levam em conta todos os 20 mil registros disponibilizados pela Justiça de todo país. Como os Tribunais Regionais Eleitorais e o próprio Tribunal Superior Eleitoral ainda estão divulgando os registros que foram pedidos, o número de irregularidades pode ser ainda maior.

Um dos pedidos de impugnação foi contra o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, condenado em segunda instância a 12 anos e um mês de prisão por corrupção e lavagem no âmbito da Lava-Jato e que teve seu pedido de registro impugnado no mesmo dia em que foi protocolado no Tribunal Superior Eleitoral, em 15 de agosto. Como a condenação enquadra Lula na Lei da Ficha Limpa, o MPE decidiu agir de imediato.

0 comentários