25/06/16 - 11:59

Ministério Público aciona a Prefeitura do Rio e consórcio responsável por obras da ciclovia na Zona Sul

Após o indiciamento pela Polícia Civil de 14 pessoas devido a queda de um trecho da Ciclovia Tim Maia, na Avenida Niemeyer, que provocou a morte de duas pessoas, em abril, o Ministério Público Federal entrou com uma Ação Civil Pública, na Justiça Federal, contra a prefeitura do Rio, o consórcio Contemat-Concrejato e o Instituto Estadual do Ambiente a fim de impedir a reconstrução da ciclovia. A procuradoria pede ainda uma liminar proibindo o uso da estrutura até que a obra seja reavaliada e um novo licenciamento ambiental, denominado corretivo, seja feito. Caso haja o descumprimento deste pedido por parte dos réus, está prevista uma multa diária de 100 mil reais. As obras de recuperação do trecho da ciclovia começaram em junho, e a meta, segundo a prefeitura, é que o trabalho termine em 60 dias. A ideia é reerguer o trecho com um reforço estrutural capaz de suportar ressacas.

0 comentários