08/06/17 - 15:16

Morre diretor do Atlético – MG

Nesta quinta-feira (8), morreu, aos 61 anos, o diretor de futebol do Atlético-MG, Eduardo Maluf.  Ele lutava contra um câncer e fazia tratamento contra a doença e por isso estava afastado das suas funções. 
Ele dirigiu os dois maiores clube do Estado de Minas Gerais. Além do Atlético, ele esteve na direção do Cruzeiro por 11 anos. 
No primeiro semestre de 2016 ele foi diagnosticado com câncer no estômago e precisou se submeter a um tratamento intensivo de quimioterapia. Ele voltou às atividades no início desse ano, após liberação do médico e precisou se afastar mais uma vez quando a doença voltou a atacá-lo. 
Maluf esteve na direção do Galo durante as vitórias nos campeonatos mineiros de 2000, 2012, 2013, 2015 e 2017, na Copa Libertadores de 2013, da Recopa Sul-Americana de 2014 e da Copa do Brasil de 2014. 

Nota oficial do Atlético – MG 

Lamentamos profundamente o falecimento do nosso amigo e companheiro Eduardo Maluf, nesta quinta-feira, em Belo Horizonte. Maluf lutava bravamente contra um adversário implacável, com garra e determinação, como convém aos grandes guerreiros.
O Clube Atlético Mineiro decreta luto oficial de três dias e se solidariza aos familiares do dirigente pela perda inestimável. Eduardo Maluf sempre foi um profissional exemplar, com grande destaque no cenário esportivo, de currículo vitorioso e extremamente respeitado no universo do futebol.
Natural de João Monlevade, em Minas Gerais, Eduardo Maluf nasceu em 20 de maio de 1956. Ele foi atleta do Valério, de Itabira, clube que veio a presidir, e também foi diretor do Cruzeiro.
Eduardo Maluf estava em sua segunda passagem pelo Atlético, desde junho de 2010. Também havia trabalhado no clube no ano 2000. No Galo, foi campeão da Copa Libertadores 2013, Recopa Sul-Americana 2014, Copa do Brasil 2014 e Campeonatos Mineiros de 2012, 2013, 2015 e 2017, além de dois vice-campeonatos brasileiros, em 2012 e 2015.
Pelo seu caráter conciliador, sereno nas horas mais críticas e firme quando a ocasião exigia, Eduardo Maluf conquistou rapidamente o respeito e a admiração de jogadores, funcionários e todos que trabalharam com ele. Além disso, ao longo de sua carreira, sempre foi modelo de ética e confiança, características que o tornaram o profissional mais vitorioso e cobiçado pelo mercado.
Pai amoroso e atencioso, mesmo com rotina tão atribulada, Maluf era amigo para todas as horas, atuando como aglutinador em um ambiente extremamente competitivo. Seu legado de sabedoria e serenidade será sempre lembrado.

Nota oficial do Cruzeiro

Com grande pesar, tristeza e lamentação, o Cruzeiro Esporte Clube recebeu a notícia do falecimento do nosso amigo Eduardo Maluf, um dos grandes profissionais que dedicou muitos anos de sua vida ao futebol, ocorrido na manhã desta quinta-feira. 
O esporte, com certeza, perdeu um de seus maiores gestores que, com seriedade e competência, ajudou a profissionalizar o futebol brasileiro nas últimas décadas.
Natural de João Monlevade-MG, o profissional iniciou sua carreira na gestão de futebol na década de 1990 como supervisor, e, posteriormente, diretor, vice-presidente e presidente do Valério, de Itabira-MG, por dois mandatos.
Maluf prestou relevantes serviços ao Cruzeiro durante mais de uma década, onde foi gerente e diretor executivo de futebol, tendo colaborado em grandes conquistas que se tornaram eternas, como a da Tríplice Coroa no ano de 2003, além de ter sido peça fundamental no dia a dia do futebol do Clube no período.
Todos nós, da família cruzeirense, prestamos nossa solidariedade e compaixão nesse momento de enorme dor aos familiares e amigos de Eduardo Maluf, figura que terá seu nome eternamente guardado com carinho na história do Cruzeiro Esporte Clube.
Que todos nós encontremos na fé em Deus a força necessária para superar essa imensa perda. 
0 comentários